Agricultor familiar terá linha especial de crédito a partir de novembro

Publicado em 14/10/2011 09:31 276 exibições
Após cinco meses de negociação, o Governo Federal e representantes dos movimentos sociais do campo fecharam ontem, dia 13, um acordo para as dívidas dos agricultores familiares. A partir de novembro, os produtores terão a disposição uma linha de crédito especial para renegociação de débitos. No entanto, ainda não há uma definição sobre o montante que será disponibilizado para a medida.

Os inadimplentes poderão renegociar até R$25 mil, com juro de 2% ao ano e prazo de até 10 anos para pagamento. A medida inclui também financiamento do Proger e, para aderir à renegociação será preciso pagar 3% do total da dívida atual. A aprovação depende agora do Conselho Monetário Nacional, que se reúne no dia 27.

O crédito estará disponível em todo o sistema financeiro do país e será valido para o conjunto das dívidas da agricultura familiar com foco nas operações de investimento contratadas até o dia 30 de setembro, sem incluir o custeio deste ano.

A proposta inicial do governo contemplava empréstimos de até R$20 mil, com vencimento em até sete anos e sem bônus.  

Com informações Correio do Povo

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
NA com Correio do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário