Algodão: Com baixa liquidez, pluma desvaloriza

Publicado em 23/05/2012 10:27 519 exibições
Poucos negócios envolvendo algodão foram realizados no Brasil nos últimos dias, de acordo com pesquisadores do Cepea. Indústrias ativas têm interesse em adquirir somente o necessário para consumo imediato, visto que estão na expectativa de novas quedas dos preços. Alguns comerciantes estiveram ativos, tentando vender o que possuem em estoque e foram mais flexíveis nos preços pedidos pelos compradores. Para novos contratos, esses agentes tiveram interesse apenas em compras “casadas”, mas a disparidade entre os preços de compra e de venda limitou as negociações. Produtores, por sua vez, se mantiveram retraídos, devido, principalmente, às quedas nos preços externos. Para a pluma de baixa qualidade, cotonicultores consultados pelo Cepea indicam que conseguem melhores preços na exportação. Entre 15 e 22 de maio, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento em 8 dias recuou 1,6%, fechando a segunda-feira a R$ 1,602/lp. No mês, o Indicador acumula alta de 0,33%.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário