Apesar da desaceleração da indústria têxtil, Brasil consome mais algodão por habitante do que o resto do mundo

Publicado em 29/05/2012 11:05 1465 exibições
ALGODÃO BRASILEIRO: A produção física da indústria têxtil e de vestuário nacional, de acordo com o IBGE, obteve uma leve queda neste primeiro trimestre do ano em comparação com o mesmo período em 2011, - 7,5% e -14,08%, respectivamente. Apesar disso o consumo da fibra de algodão parece reagir, pois compradores estão voltando a procurar o produto para o mercado interno, mesmo que em lotes pequenos. Em 2012, o consumo per capita de algodão no Brasil deverá ser 4,3 kg, e no mundo este consumo está projetado em 3,3 kg. De todas as fibras que a indústria têxtil brasileira utiliza 60% provêm do algodão, enquanto que no mundo essa participação cai para 36%, segundo a ABIT. Com uma cadeia integrada, o Brasil precisa fortalecer sua competitividade frente aos produtos importados, e continuar estimulando o consumo de produtos nacionais, pois, assim, indiretamente fortalecerá a produção de algodão no país. Com a tendência de alta do dólar, o algodão no porto (FOB) fica valorizado, mesmo com as quedas das cotações na Bolsa de NY, o que pode gerar uma disputa entre mercado interno e externo nos próximos meses.

Clique aqui e confira a análise na íntegra.

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário