Algodão: Indústria deve comprar maiores volumes da fibra no 2º semestre de 2013

Publicado em 28/05/2013 08:51 520 exibições

Em Mato Grosso o mercado de pluma passou mais uma semana desaquecido com a indicação de que as indústrias só voltarão às compras após final de junho. Abastecidas até lá, optam por esperar a entrada da nova safra. As compras das indústrias têxteis nacionais registradas pela BBM somaram, em 2013, 212,8 mil toneladas, 159,4 mil toneladas da safra 2011/12 e apenas 53,4 mil toneladas da safra 2012/13, o que significa que efetuaram a compra de apenas 24% das 887 mil toneladas de consumo previstas pela Conab. Por isso, há uma tendência forte de a demanda pelo produto voltar a crescer no 2º semestre. Em situação diferente, o caroço de algodão está sendo bem demandado pelos pecuaristas que iniciam o confinamento, mantendo o mercado aquecido para o produto. 

Mesmo com maior oferta de farelo de soja e milho, o caroço continua em patamares de preços 57% mais elevados do que no mesmo período do ano passado, quando estava a R$ 300/t. Para acelerar a colheita e o beneficiamento do produto e atender a forte demanda, produtores focam na revisão de máquinas de colheita e algodoeiras, que devem entrar em ação logo no início de junho.

Clique aqui para ler a íntegra do boletim

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário