Algodão: Oferta de tradings continua pressionando valores

Publicado em 23/10/2013 11:38 706 exibições

Entre 15 e 22 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento em 8 dias recuou 1,59%, a R$ 2,12366/lp na terça-feira, 22. No mês, o Indicador acumula baixa de 0,42%, com média de R$ 2,1552/lp. Segundo pesquisadores do Cepea, é a postura mais flexível por parte de tradings que tem pressionado as cotações do algodão no mercado brasileiro. O dólar mais enfraquecido frente a semanas anteriores e a falta de fundamentos no mercado internacional, que tem ocasionado fechamentos mistos dos contratos futuros na Bolsa de Nova York (ICE Futures), fazem com que tradings negociem a preços inferiores no Brasil. Já produtores consultados pelo Cepea seguem firmes nos valores pedidos – a maioria desses agentes não tem necessidade de “fazer caixa”. Esses cotonicultores estão voltados à finalização do beneficiamento da pluma e ao cumprimento de contratos. Indústrias, em geral, estão resistentes em aceitar os valores pedidos por vendedores, uma vez que têm expectativa de que os preços sigam em queda.

Tags:
Fonte:
Cepea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário