Algodão MT: quebra da safra americana traz quadro otimista para produtores

Publicado em 06/05/2014 10:45 728 exibições

A semeadura nos Estados Unidos atingiu 584 mil hectares na última semana, 13% da área total prevista de 4,5 milhões de hectares. Embora venha de fato avançando desde seu início, a semeadura norte-americana apresenta atraso em relação à média histórica desta época do ano. Nos últimos cinco anos a média para a última semana de março é de 18% da área total já tendo recebido a semente de algodão. Com os 13% registrados até o momento, o atraso é de cinco pontos percentuais. As condições de atraso na semeadura registradas nas lavouras norte-americanas foram o principal fator nas elevações registradas na Bolsa de Mercadorias de Nova Iorque. Além disso, na quinta-feira, o Conselho Nacional de Algodão dos Estados Unidos diminuiu a estimativa de produção estadunidense para a safra 2014/15 em 6,8%, totalizando 3,3 milhões de toneladas. O motivo de tal quebra é a seca registrada no Texas, Estado que ocupa com folga a posição de maior produtor dos Estados Unidos, e deve semear 2,6 milhões de hectares na atual safra. No entanto a estimativa ainda é de 19% de aumento em relação à safra passada, que foi de 2,8 milhões de toneladas. Com isso, o quadro é otimista para os produtores do Brasil, e principalmente de Mato Grosso, já que a paridade de exportações é um importante fator na formação dos preços internos. 

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário