Maioria dos algodoais de MS entra na reta final de produção

Publicado em 26/05/2014 08:21 441 exibições

A maioria das lavouras de algodão no Mato Grosso do Sul entrou na fase final de produção. Os primeiros algodoais semeados estão na fase de capulhos, com aproximadamente 50% das maçãs abertas. Algumas propriedades vão começar a desfolhá-los nas próximas semanas.

No Sul do Estado, com menor área por região, a colheita já está concluída e os produtores realizam a destruição das soqueiras, rebrotas, plantas voluntárias e planejam a próxima safra, incluindo as negociações de insumos e a comercialização, segundo relatório divulgado pela Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul).

A entidade alerta os produtores da região Central, Norte e Nordeste a incluir o uso de inseticidas no momento da desfolha para reduzir a população de bicudo no final de safra.

“Isso é importante para o bicudo não dispersar para talhões tardios e vizinhos, ou para os abrigos de entressafra. Igualmente nesta fase é importante ficar atento às eventuais populações de mosca branca e pulgões que podem açucarar as fibras” alerta o engenheiro agrônomo Danilo Suniga de Moraes, coordenador técnico da Ampasul.

Com a maioria do algodão safra entrando na fase final do ciclo, os cotonicultores devem ficar vigilantes com o manejo e a manutenção de suas lavouras limpas em relação às plantas daninhas, pois estas podem vir atrapalhar o desenvolvimento da colheita, no caso de embuchamento das unidades das colhedoras. Outra preocupação, neste caso é a contaminação da pluma colhida, fator que interfere diretamente na qualidade e comercialização da fibra, alerta o relatório da semana.

Em Mato Grosso do Sul, 37,5 mil hectares foram destinados para cultivo da pluma, com redução de 5,1% da área em comparação com a safra passada. A estimativa é de que sejam colhidas 93,5 mil toneladas de algodão em caroço.

Tags:
Fonte:
Ampasul

0 comentário