Produtores se desapontam com atraso em lista de retaliação

Publicado em 01/03/2010 15:49 418 exibições

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Haroldo Cunha, recebeu com desapontamento a notícia de que a lista de bens que a Organização Mundial de Comércio (OMC) autorizou o Brasil a usar, em retaliação ao contencioso do algodão com os Estados Unidos, será divulgada apenas no dia 8 de março, na segunda-feira da semana que vem. "Estou desapontado. Parece que aquele gás todo do Brasil em relação a esta questão acabou, não está mais tão forte", disse Cunha à Agência Estado.

Até a semana passada, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) anunciava que a lista seria publicada nesta segunda-feira (1º). De acordo com nota divulgada hoje, técnicos do grupo interministerial estão fazendo os ajustes finais do documento. O presidente da Abrapa disse que contava com a possibilidade do adiamento da data em função da visita da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, ao Brasil na quarta-feira. "Achei, realmente, que a data pudesse ser adiada, mas para quinta ou sexta-feira. Não para a semana seguinte", comentou o produtor.

Por causa da data de divulgação anunciada pela Camex inicialmente para hoje, Cunha cancelou uma viagem para Cingapura, onde participaria de uma conferência do setor de algodão. O evento terminaria exatamente no dia 8. "Esse adiamento tão grande do Brasil não é positivo, avaliou o presidente da Abrapa.

Tags:
Fonte:
Jornal do Comércio

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário