Governo libera importação de matéria-prima da indústria têxtil

Publicado em 15/09/2010 08:56
495 exibições
A quebra de safra de algodão fez o governo federal liberar a importação de 250 mil toneladas da matéria-prima da indústria têxtil sem cobrar impostos. A medida, anunciada pela Camex (Câmara de Comércio Exterior) nesta terça-feira, valerá de outubro de 2010 a maio de 2011.

Representantes do setor algodoeiro nacional participaram da reunião, em que foi constatado risco de abastecimento devido à quebra de safra e, simultaneamente, aumento na produção.

O algodão do tipo "simplesmente debulhado" e "outros" terá alíquota reduzida de 10% a zero no período, medida a ser regulamentada em portaria.

Autopeças

Uma lista com 116 autopeças não produzidas no Brasil terão alíquota do imposto de importação reduzida para 2%. A Camex aprovou a medida para enquanto durar o regime automotivo comum entre Brasil e Argentina, que não tem prazo definido para terminar.

Estão incluídos na lista peças como quadros de borracha de para-brisas, motor a gasolina 1.4 turbo 16V, bombas de combustível, sensores eletrônicos e motores elétricos, entre outras.

A câmara atendeu pedido da indústria automotiva para ser compensada pelo redutor da tarifa de importação.
Tags:
Fonte: Folha Online

Nenhum comentário