Ampa vai ampliar mercado internacional

Publicado em 21/12/2010 08:03 282 exibições
De acordo com o novo presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Carlos Ernesto Augustin, recém empossado para o biênio 2011/2012, o principal desafio é continuar o trabalho desempenhado pela gestão anterior, especialmente na questão da exportação. Segundo ele, o objetivo é conquistar mais ainda o mercado internacional e melhorar o nível de qualidade da pluma que o Estado produz.

O presidente avalia que o algodão de Mato Grosso vive um bom momento. "Pode-se dizer que hoje nos consolidamos como uma vasta produção com custos menores, mas precisamos estar aptos a avançar cada vez mais", ressalta, acrescentando que uma das prioridades da nova gestão é a consolidação da parceria com os governos estadual e federal na defesa dos direitos dos produtores. Além de conduzir a Ampa, o nova diretoria também administra o Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt).

Fundada em 16 de setembro de 1997, a Ampa nasceu com a finalidade de congregar os produtores em torno de um mesmo objetivo, incentivar de forma organizada a produção de algodão, difundindo a atividade no Estado, orientando e defendendo os interesses dos associados. Afim de incentivar a produção de algodão, a entidade trabalha dentro de conceitos que estimulam a qualidade e produtividade da lavoura. Eles impulsionaram a comercialização e promoção da pluma mato-grossense no mercado nacional e mundial.

Em Mato Grosso, o cultivo do algodão é bastante recente. Sua produção em larga escala iniciou apenas em meados da década de 1990, subindo exponencialmente desde então. Hoje, o Estado é o principal produtor do Brasil, sendo responsável por cerca de 49% da produção e 60% da exportação nacional.
O Estado possui um média 492.000 hectares de área plantada, a produção da pluma ultrapassa 500.000 toneladas por ano, das quais 300.000 são exportadas para países como China, Indonésia, Japão, Argentina, Coréia do Sul, Taiwan, Tailândia.

Tags:
Fonte:
Gazeta Digital

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário