Safra 2011/12: USDA projeta aumento dos estoques finais de algodão bem acima das expectativas

Publicado em 12/07/2011 11:24 e atualizado em 12/07/2011 16:57 495 exibições
O relatório de oferta e demanda divulgado hoje pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe uma elevação nas estimativas dos estoques finais de algodão no país. O volume apontado pelo departamento é de 650 mil toneladas e ficou bem acima das expectativas do mercado de 588 mil toneladas na safra 2011/12. Os números são também maiores do que as 540 mil toneladas previstas no relatório de junho.

A área plantada teve um aumento de 9,23%, alcançando 5,56 milhões de hectares. Já as exportações foram reduzidas para 2,61 milhões de toneladas, um recuo de 7,69% em relação ao mês anterior.

A produção também foi estimada para baixo em 3,48 milhões de toneladas diante das 3,70 milhões previstas no último relatório assim como o consumo total, que caiu 5,95%, ficando em 3,44 milhões de toneladas.

Já a produção do Brasil e da China permaneceu sem alterações, sendo estimadas em 2,02 milhões de toneladas e 7,18 milhões de toneladas, respectivamente.

Os números derrubaram os preços na Bolsa de Nova York na sessão desta terça-feira, acentuando o movimento de queda dos dois últimos dias devido à especulação de menor demanda da China pela pluma, maior consumidor mundial. As compras chinesas de algodão caíram 32% em junho na comparação com o mesmo mês do ano passado, totalizando 120 mil toneladas. A queda também foi registrada em 17% na comparação com o mês de maio. Nos seis meses deste ano, as importações da commodity somaram 1,33 milhão de toneladas, 14% menos do que no mesmo período do ano passado.

Por volta das 11h46 (horário de Brasília), os preços já registravam baixas de mais de 400 pontos nos principais vencimentos. Para o vencimento outubro, os lotes encerraram com baixa de 499 para 106,59 cents por libra-peso.

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário