Produção brasileira de etanol faz com que Brasil reduza importação de gasolina

Publicado em 09/10/2013 18:18
4274 exibições
Um aumento na produção de etanol em relação à última colheita irá reduzir as necessidades do Brasil em importar gasolina até pelo menos o segundo trimestre de 2014.

O presidente da Datagro, Plinio Nastari, informou que uma produção maior de etanol este ano irá reduzir as necessidades de importação de gasolina pela Petrobrás. De 680 milhões e litros ao mês no início de 2013, as importações caíram para 90 milhões em julho e zeraram em agosto.

Nastari disse que o etanol levou o Brasil a um equilíbrio. “É importante que o governo e a sociedade reconheçam a contribuição do etanol para o equilíbrio do mercado”. A produção brasileira anual de açúcar de 38 milhões de toneladas não mudou muito nos últimos três anos e o aumento na produção de cana este ano resultou no aumento da produção de etanol.

“Os motoristas estão consumindo 300 milhões de litros a mais de etanol por mês do que a um ano atrás”, afirma Nastari. A mistura obrigatória do etanol na gasolina subiu de 20% para 25% em maio deste ano. Os motoristas brasileiros também têm respondido ao preço mais baixo da forma pura do combustível conhecido como etanol hidratado vendido na bomba. O consumo de etanol hidratado subiu para 1,1 bilhão para 1,2 bilhão de litros por mês, saindo de 820 milhões de litros em média por mês em 2012.

Nastari espera que os níveis atuais de consumo de permanecer estável até o início do esmagamento de cana do ano que vem, que começará em abril. No seu auge, o consumo de etanol atingiu 1,5 bilhões de litros por mês em 2009, mas uma queda na cana e, posteriormente, o etanol, a produção fez os preços a subir e os motoristas voltaram à gasolina.


Fonte: Reuters.com

Tradução: Fernanda Bellei


Com alta do consumo de etanol, Brasil zera importação de gasolina

A produção brasileira recorde de cana-de-açúcar da safra 2012/2013 garantiu que o país zerasse a importação de gasolina em agosto deste ano. Em janeiro, as compras do Brasil somaram 580 milhões de litros, ao custo de US$ 509 milhões para o país. O aumento do consumo interno de etanol anidro (misturado à gasolina) e do hidratado estimularam o setor no direcionamento da maior parte da moagem da cana para o biocombustível. 

Leia na íntegra no site:
revistagloborural.com


Veja mais informações sobre o assunto:

Setor sucroalcooleiro acumula prejuízos na safra 2012/2013
 

Fonte: Reuters

Nenhum comentário