Amyris: reis da levedura decidem ir à bolsa e causam furor

Publicado em 20/04/2010 13:22 1038 exibições
Por Daniel Coelho Barbosa, Analista Internacional de Biocombustíveis

A notícia que muitos analistas já estavam esperando finalmente foi anunciada. A Amyris, empresa de biotecnologia de Emeryville (CA) que mantém várias parcerias no Brasil, entre elas com a usina S. Martinho, tornou pública ontem a decisão de emitir ações para o público. Com isto a empresa pretende levantar 100 milhões de dólares em capital. A notícia causou furor e entusiasmo nos observadores do mercado.



Apesar da comercialização de seus produtos inovadores estar planejada para 2011 e de só operacionalizar plenamente suas atividades no Brasil a partir de 2012, esta jovem empresa inspira muita confiança. Aliás, otimismo e energia para alcançar as metas propostas são características típicas de seu líder, o CEO John Melo.

John Melo é a mola da empresa, ele apresenta o caráter intrépido e a dinâmica de quem sabe unir todos os pontos necessários para chegar ao sucesso. Filho de emigrantes açorianos John passou pela BP e Ernst & Young, entre outras, antes de chegar ao comando da Amyris. Em nossa breve conversa em Londres em Março tive a oportunidade de conhecer um verdadeiro "thought leader" cuja argumentação contagiante exala o carisma de um visionário que ensina: "existe sempre uma resposta melhor".

A iniciativa da Amyris ainda pode tornar-se uma tendência e acabar influenciando companhias como a Solazyme, o primeiro fabricante de biodiesel de algas em larga escala hoje em dia. Preste atenção no símbolo "AMRS". O IPO, Initial Public Offering, também foi assinado pelo Banco Itaú, além da J.P. Morgan, Goldman, Sachs & Co. e Thomas Weisel Partners LLC.
Fonte:
Redação N.A.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário