Mistura de biodiesel aumenta oferta acima da média

Publicado em 01/06/2010 15:49 606 exibições
Desde o início do ano, é obrigatório que todo o diesel vendido no Brasil tenha 5% de biodiesel. A adição de diesel vegetal ao combustível mineral tem como objetivo diversificar a matriz energética brasileira e reduzir a dependência do produto importado. O país consome anualmente cerca de 43 bilhões de litros de diesel fóssil e, para suprir a demanda, importa 5% a 10% desse volume. O Paraná responde por aproximadamente 10% do consumo nacional de diesel mineral, e importa cerca de 5% do que consome. Mesmo sendo o maior produtor de grãos e o terceiro maior consumidor de diesel do Brasil, o estado não tem participação significativa na produção nacional de biodiesel. Anualmente, o estado consome 3,9 bilhões de litros do combustível mineral. Mas pretende mudar essa condição. Para isso, aposta na BSBios Marialva, a primeira planta de produção de biodiesel de grande porte do estado, inaugurada no mês passado no município do Noroeste paranaense.

A produção estadual de biodiesel ainda é incipiente, começou a ganhar ritmo há menos de dois anos, no segundo semestre de 2008. Até então, o Paraná sequer figurava nas estatísticas nacionais de produção do combustível renovável. Hoje, é responsável por 1,5% do volume produzido anualmente no país, porcentual que tende a crescer com a chegada da Petrobrás ao estado. A oferta estadual de biodiesel (B100) amplia sua capacidade para 155 milhões de litros, o que representa mais de 5% da produção nacional. Apesar de ainda ter pequena representatividade nos números nacionais, a produção paranaense de biodiesel cresce acima da média brasileira. No ano passado, o país incrementou em 38% a sua produção anual do combustível. No Paraná, o crescimento foi de 225%. Foram fabricados no Paraná 27,7 milhões de litros de biodiesel em 2009. A produção nacional somou 1,6 bilhão de litros no ano passado.

Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário