Boi: Maior participação de fêmeas aumenta os abates brasileiros e mato-grossenses de bovinos

Publicado em 02/04/2013 09:07 501 exibições
Os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em sua Pesquisa Trimestral do Abate de Animais vêm ao encontro da tendência já observada nos dados do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA), o de aceleração nos abates de fêmeas no Estado. Segundo o instituto federal, no ano passado foram abatidas 2,08 milhões de cabeças de fêmeas bovinas ante um abate de 1,68 milhão de cabeças em 2011, o que resultou em um aumento da participação destas no total abatido pelo Estado. Deste modo, em 2012, a participação das fêmeas nos abates de bovinos ficou em 41,5%, uma elevação de 3,90 pontos percentuais com relação à participação de 37,6% registrada em 2011. Como é de conhecimento do pecuarista, que sofre com os problemas das pastagens, o Estado de Mato Grosso vive uma de suas piores crises nas pastagens, isto é, lá em 2010 a seca prolongada e em 2011 os ataques de cigarrinhas refletiram fortemente. Em 2012, na condição das pastagens, o que favoreceu o descarte das matrizes e, consequentemente, aumentou a participação delas no abate de bovinos em 2012. Assim como em Mato Grosso, no Brasil o abate de total foi maior na comparação com 2011, com uma participação mais efetiva das fêmeas no abate, de 41,9%.

Leia o boletim completo no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário