Boi MT: Carne passa por período de manutenção dos preços

Publicado em 01/10/2013 08:51
472 exibições

O mercado de proteína animal é concorrido e correlacionado um com o outro, gerando benefícios ao consumidor mato-grossense de carnes. Estudos comprovam que existe uma migração do consumidor entre as proteínas animais, tendo no preço do quilograma da carne o fator motivador para comprar ora frango, ora suíno ou bovino. Isso acontece até mesmo com a carne bovina que é a preferência nacional dos consumidores. Analisando a série de preços das proteínas animais no varejo, ou seja, os preços dos cortes cárneos de frangos, suínos e bovinos nas gôndolas dos supermercados nota-se, primeiramente, que a carne bovina passa por um período de manutenção de preços, enquanto a carne suína e a carne de frango passam, respectivamente, por um barateamento e uma elevação de preços no varejo cuiabano. Hoje, o frango é a proteína animal mais barata e na média dos principais cortes o quilograma custa R$7,86 em Cuiabá; a carne suína custa, em média, R$ 10,97/kg; e a carne bovina custa R$ 15,25/kg. No entanto, a única proteína animal que apresentou elevação em seus preços no varejo foi a carne de frango (2%), potencializando o consumo das outras proteínas, caso as tendências verificadas se mantenham.      

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte: Imea

0 comentário