Boi MT: Varejo cuiabano foi o único que passou por ajustes negativos nos preços nominais

Publicado em 25/03/2014 08:34 561 exibições

A inflação medida pelo IGP - DI da Fundação Getúlio Vargas (FGV) está em 6,14% no acumulado dos últimos 12 meses, indicador que por si só poderia ser ruim para o consumidor. Porém, na cesta de produtos dos consumidores cuiabanos, um produto alivia o orçamento familiar, a carne bovina. Isso é possível porque de todos os elos da cadeia da bovinocultura de corte (preço ao produtor, atacado e varejo), o varejo cuiabano foi o único que passou por ajustes negativos nos preços nominais, enquanto os demais variam acima da inflação. O cenário continua positivo quando se deflacionam os preços, isto é, quando se retira o efeito da inflação sobre os valores correntes, chegando-se aos valores reais dos produtos nos três elos. Um fato importante para os preços ao consumidor foi a desoneração dos impostos federais da cesta básica e da carne bovina, que vem mantendo os valores em patamares mais baixos. Assim, em fevereiro/14, o momento chegou a ser raro na cadeia da bovinocultura de corte, pois, mesmo com os preços mais elevados e remuneradores ao produtor e os aumentos no atacado, o preço real dos cortes cárneos está mais barato aos consumidores.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário