Número de animais confinados cai em Mato Grosso e tem pior resultado desde 2010

Publicado em 22/11/2016 07:06
97 exibições

Maior preço médio (média de janeiro a outubro) da série histórica do milho, do farelo de soja, do caroço de algodão e do boi magro. Estes foram os indicadores com os quais os confinadores de Mato Grosso se depararam na hora de realizar o confinamento em 2016.

Com tamanhas dificuldades de “encontrar” uma margem positiva, o número de animais confinados reduziu 8,06% na comparação com 2015, e estabeleceu-se em 615,89 mil bovinos, a menor quantidade enviada aos confinamentos desde 2010.

O descontentamento dos entrevistados com a atividade é perceptível, dos 182 confinadores contatados, 30,21% avaliaram a atividade como ruim ou péssima em 2016. Apesar desta avaliação negativa em 2016, 76,15% dos entrevistados afirmaram que pretendem confinar em 2017, perspectivas de um mercado de reposição de animais com preços mais baixos e de uma safra de grãos boa são as “cartas” deste otimismo para 2017.

Clique aqui, para conferir o levantamento na íntegra.

Fonte: Imea

0 comentário