Pesquisa avalia emissão e sequestro de gases pela pecuária

Publicado em 09/01/2017 06:44
75 exibições

Realizada por pesquisadores da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), pesquisa avalia a emissão e sequestro de carbono pela pecuária, na Fazenda Ressaca, em Cáceres (MT). A hipótese dos pesquisadores é de que o manejo adequado na pastagem e na produção de soja e milho, seja benéfico ao meio ambiente, uma vez que o sequestro deve sobressair ao volume de gases gerados. Os primeiros resultados oficiais da pesquisa serão divulgados em fevereiro.

De acordo com Cassiano Cremon, pesquisador e coordenador do projeto que estuda emissão e características do carbono, as propriedades rurais da região alta do Pantanal têm possibilidade de gerar renda, com verba de outros países. “O Protocolo de Quioto prevê que os países incapazes de sequestrar gases prejudiciais à atmosfera deverão pagar os que desenvolverem essa habilidade. Trabalhamos sob a suspeita de que a agricultura praticada nessa região, inclusive a pastagem, carrega grande potencial de se apresentar como exímia sequestradora, o que poderá gerar receita para a propriedade nos mercados de carbono mundo afora”, pontua Cremon.

Leia a notícia na íntegra no site O Documento.

Fonte: O Documento

0 comentário