InterCorte Marabá leva tecnologias para melhorar a pecuária paraense

Publicado em 16/05/2018 12:55
128 exibições

Levar informações e novas tecnologias aos pecuaristas do Pará e região a fim de contribuir para melhorar os índices produtivos da pecuária de corte é o objetivo da InterCorte, evento itinerante que percorre os principais polos de produção da pecuária no país e que volta ao Pará, nos dias 21, 22 e 23 de maio, com a etapa do evento em Marabá (PA), no Carajás Centro de Convenções.

“Em 2013 estivemos em Paragominas e, devido ao crescimento do setor e da importância do estado para a pecuária nacional, entendemos que era hora de voltar para o Pará. A cidade de Marabá tem expressiva presença no cenário, com o quinto maior rebanho bovino do Brasil, por isso a escolhemos como casa para a segunda etapa da InterCorte neste ano, atraindo também produtores de Tocantins e do Maranhão”, destaca Carla Tuccilio, diretora do Terraviva Eventos, empresa responsável pela realização do evento.

A abertura oficial do evento será no dia 21 de maio, às 19h, com a presença de autoridades e a apresentação da Aliança Paraense da Carne – APC e do Programa PECUARIANDO. No dia 22 terá início o workshop, que reunirá especialistas de renome no setor, pecuaristas e pesquisadores para palestras e debates sobre temas de relevância para o desenvolvimento da pecuária no Brasil. Com dois dias de duração, o ciclo de palestras será dividido em quatro blocos com os temas centrais: “Produzir mais”, “Produzir melhor”, “As vantagens da produção responsável” e “Integrar para crescer”.

Dentre as palestras em destaque está a do professor de produção de bovinos da USP – Universidade de São Paulo, Pietro Baruselli, referência em reprodução, que falará sobre a cria, enfatizando as tecnologias para aumentar a quantidade e a qualidade dos bezerros produzidos. Segundo ele, essa etapa é muito importante para a produção como um todo, pois representa o início da cadeia. “Pretendo apresentar um diagnóstico da atual situação do setor no país, expondo as oportunidades existentes, que podem se refletir diretamente na produtividade e deixar a atividade ainda mais atrativa financeiramente”, explica Baruselli.

O professor reforça a importância da InterCorte voltar ao Pará, um estado com alto potencial de desenvolvimento para a pecuária nacional. “Hoje no nosso país temos muitos estudos e pesquisas que são desenvolvidos pelas Universidades e Institutos, mas que ficam nas prateleiras, sem chegar ao produtor. Se essa informação não chega ao pecuarista no final da cadeia, que é quem aplica no campo, temos a certeza de que alguma coisa não está certa”, afirma Pietro.

Para o zootecnista e palestrante da InterCorte, Maurício Bassani, a presença de um evento como a InterCorte no Pará reforça o potencial do estado como produtor e ainda auxilia a indicar os caminhos que os pecuaristas devem trilhar para seguir em desenvolvimento. “O Pará é talvez a última fronteira pecuária do Brasil, com um potencial muito grande. Percebemos que os pecuaristas paraenses querem aplicar a tecnologia em suas fazendas e o evento será o momento para que conheçam essas ferramentas e a melhor forma de aplicá-las no campo”, ressalta Bassani.

Com o tema “Manejo da fertilidade do solo para alta produtividade”, Maurício pretende mostrar ao produtor o impacto da intensificação de pastagem para a lucratividade do negócio, apresentando formas de aplicar os conceitos e técnicas na pastagem da propriedade. “O produtor precisa se conscientizar de que o uso das pastagens é uma ferramenta que pode interferir diretamente no ganho de produtividade da fazenda. É importante desenvolver um plano de trabalho e utilizar as tecnologias disponíveis no mercado e, principalmente, a consultoria de técnicos e profissionais”, finaliza.

A etapa da InterCorte em Marabá é uma realização do Terraviva Eventos, da ACRIPARÁ – Associação de Criadores do Pará e UNIEC – União Nacional da Indústria e Empresas da Carne, com o apoio do Governo do Estado, por meio da CODEC – Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, da Assembleia Legislativa do Pará.

Os participantes do evento ainda poderão conhecer novas tecnologias na feira de negócios, que será realizada em paralelo ao workshop e, que conta com a presença de empresas de referência como a Arysta LifeScience, JBS, Matsuda, Marfrig, Nutron, Ourofino, DSM Tortuga,  ABS,  Allflex, Bayer, Belgo, Biogénesis Bagó, Brutale, Casale, Coimma, Estância Bahia Leilões, GENEX, Germipasto, Multbovinos, Oro Agri, Rodobens, UPL, Alta Genetics, Agroexport, Beckhauser,  CRV Lagoa e Pará Fazendas.

Tags:
Fonte: Intercorte

Nenhum comentário