Indicadores mostram que o boi deve sofrer força de baixa nesta 3ªf (28)

Publicado em 27/05/2019 17:04 e atualizado em 27/05/2019 17:35
514 exibições

LOGO nalogo

O dia fraco normalmente em negócios deixou a @ do boi entre estabilidade e baixa. A terça deverá renovar a pressão, com volume maior de vendedores saindo dos pastos rareados e frigoríficos sem pressa.

Aliás, nem para animais com prêmios China e Europa os compradores estão correndo, apesar dos números positivos de exportações.

Da estabilidade vista pela Scot nesta segunda (27) em R$ 153,50 e R$ 155,50, vista e prazo - valores que perderam R$ 0,50 na sexta - em São Paulo, temos o recuo registrado pela Agrifatto, em 0,15%, com o boi comum a R$ 153,86.

As programações de abate estão folgadas e, concomitantemente ao escoamento devagar no atacado, mais animais vão chegando ao mercado com as temperaturas acentuadamente mais baixas em partes do Sudeste e Centro-Oeste.

A tentativa de tirar gordura do boi China é sentida. Gustavo Figueiredo, da AgroAgility, nota que os R$ 159 já é raro. Os R$ 157/R$ 158 ainda se consegue.

Em Riolândia/SP, a Agrifatto, por exemplo, reportou até boi Europa a R$ 159.

Estados

Nas regiões mais importantes ainda há estabilidade, com picos de negócios em praças com maior dificuldade de originação. Em Unaí, no Noroeste de Minas, Caio Junqueira viu @ a R$ 153, sem informar se foi de animal com premiação.

Em Campo Grande, ele falou em vaca a R$ 133. E ainda no Mato Grosso do Sul, Walter Magalhães notou em Dourados macho a R$ 145, acima da referência média para a cidade e para o estado, de acordo com as consultorias, em R$ 142.

B3

Os contratos mais drivers, o junho e o outubro, recuperaram um pouco do fôlego arrefecido da semana passada.

O futuro do mês que vem subiu 0,46%, a R$ 153,20, e o outubro quase 1%, indo para a terça a R$ 164.

Tags:
Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário