Boi: Contratos futuros registram mais um dia de queda na Bolsa Brasileira

Publicado em 28/11/2019 19:09 e atualizado em 29/11/2019 02:40
1025 exibições

LOGO nalogo

Na Bolsa Brasileira (B3), os vencimentos futuros para o boi gordo encerram com perdas no pregão desta quinta-feira (28). O contrato Novembro/19 registrou uma queda de 0,98% e está precificado a R$ 227,75/@. O Dezembro/19 terminou cotado a R$ 215,25/@ e com uma desvalorização de 4,76% e o Janeiro/20 teve uma perda de 4,15% e o valor da arroba está a R$ 205,30.

Em seu boletim diário da Agrifatto destacou que os contratos futuros passaram por ajustes negativos no último fechamento. O dezembro, contrato mais negociado do dia, fechou em R$ 226,55/@, recuo de R$ 0,55 ante a véspera. O indicador Esalq/B3 fechou em R$ 231,00/@ – alta de 0,94% no comparativo diário, com a mínima e máxima registradas em R$ 221,42/@ e R$ 239,52/@, respectivamente.

De acordo com as informações do Cepea, o mês de novembro de 2019 deve ser lembrado por muitos anos pela pecuária nacional. Isso porque o período foi marcado por preços recordes reais do boi gordo (considerando-se a série do Cepea, iniciada em 1994) e da carne no atacado (série iniciada em 2001).

Leia mais:

>> Boi: novembro é marcado por preços recordes reais do boi gordo e da carne

Apesar do ritmo da comercialização estar lento, a intenção  dos pecuaristas em negociar os animais aumentou frente a semana passada, conforme a Radar Investimentos apontou em seu relatório de mercado.

A Informa Economics FNP ressaltou que o mercado físico não dispõe de grandes volumes de animais prontos para abate, já que grande parcela dos lotes confinados do segundo giro já foram praticamente toda comercializada e a entrada das primeiras ofertas de gado de pasto devem tardar nesta nova temporada decorrente do atraso das chuvas.

No aplicativo Agrobrazil, os participantes relataram negócios para o boi gordo em Santa Mônica/PR de R$ 220,00/@, à vista e com data para o abate em 29 de novembro. O valor negociado da arroba do boi gordo em Buritizeiro/MG foi de R$ 230,00/@, à vista com data para o abate em 02 de dezembro.

O animal que atende o padrão exportação foi negociado em Pedra Preta/MT por R$ 222,00/@, à prazo com trinta dias para pagar e com data para o abate em 12 de dezembro. Na região de Marabá Paulista/SP, o boi china foi comercializado por R$ 230,00/@ à prazo com trinta dias para pagar e com data para o abate em 02 de dezembro.

As projeções para o Rabobank indicam que o Brasil deve exportar 2,39 milhões de toneladas de carne bovina em 2020. É um crescimento de cerca de 15% se comparado com os 2,08 milhões de toneladas exportadas em 2018 e também ante a estimativa para 2019, de 2,16 milhões de toneladas (mais 10,65%). De 2018 para 2019, o banco espera que o volume embarcado avance 3,85%.

Confira como ficaram as cotações para o Boi Gordo nesta quinta-feira:

>> BOI

Tags:
Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário