Demanda de carne bovina dos EUA: o risco de recuperação, por Rabobank

Publicado em 15/02/2021 14:50

De acordo com relatório do Rabobnk, a expectativa otimista de um mundo pós-pandêmico continua a se intensificar com a distribuição contínua de vacinas Covid-19. Do ponto de vista da indústria da carne bovina, o controle de vírus aliviará grande parte da pressão atual nos setores de processamento e distribuição. Ao longo dos próximos anos, as inovações aceleradas pela Covid-19 entrarão em vigor, assim como os avanços tecnológicos em toda a cadeia de suprimentos. Simultaneamente, a oferta de gado mais apertada de um rebanho de animais de corte em declínio se tornará realidade. De maneira geral, o cenário de produção da indústria de carne bovina parece pronto para uma melhora pós-pandemia. Mas e quanto à demanda do consumidor por carne bovina?

“Após a pandemia, o Rabobank espera que a demanda doméstica de carne bovina dos EUA recue dos máximos históricos realizados ao longo de 2020. O aumento extremo dos preços de varejo no final da primavera pode ser amplamente explicado pela disponibilidade reduzida de carne bovina e outros produtos de carne após documentadas, interrupções da cadeia de suprimentos induzidas pela Covid-19 ”, de acordo com Dustin Aherin, analista do setor de Proteína Animal do Rabobank.

No entanto, a elevação da demanda por carne bovina, que responde tanto pela oferta quanto pelo preço, indica que os preços mais altos da carne bovina resultaram de mais do que apenas mudanças na oferta, principalmente com a recuperação da oferta de carne nos últimos meses. “As circunstâncias exatas que promoveram a incrível força da demanda por carne bovina durante a pandemia também prenunciam vulnerabilidades potenciais durante o período de recuperação pós-pandemia.”

Fonte:
Rabobank

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário