Retomada da China nas importações de carne bovina do Brasil mostra sinais neste mês de janeiro

Publicado em 01/02/2022 16:38
No fechamento de janeiro, quando comparado ao mês de dezembro, o faturamento cresceu 18,8%, e o volume, 10,75%

Logotipo Notícias Agrícolas

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, divulgadas nesta terça-feira (1), as exportações de Carne bovina fresca, refrigerada ou congelada em janeiro de 2022 refletiram a retomada das compras por parte da China.

Segundo o analista da SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, apesar das últimas semanas de janeiro terem tido ritmo mais enfraquecido, o aumento registrado no final das contas mostrou a importância do mercado chinês para a proteína bovina brasileira. 

"O que preocupa é a disparidade entre frigoríficos brasileiros que atendem somente mercado externo e aqueles que exportam. Atualmente, são as exportações que têm salvado a rendas", disse.

A receita obtida com as exportações de carne bovina neste mês de janeiro, US$ 727.739,437, superou em 50,3% do montante obtido em todo janeiro de 2021, que foi de US$ 484.132,354. No caso do volume embarcado, as 140.543,423 toneladas são 30,94% superiores do que total exportado em janeiro do ano passado, quantia de 107.327,438 toneladas.

Quando comparado ao resultado de dezembro do ano passado, a receita de exportações de carne bovina de janeiro, US$ 727.739,437, foi 18,8% maior que o mês anterior, quando foram registrados US$ 612.246 milhões. No caso do volume, as 140.543,423 toneladas embarcadas em janeiro são 10,75% superiores que as 126,9 mil toneladas registradas em dezembro de 2021.

O faturamento por média diária até o final do mês foi de US$ 34.654,258 quantia 43,16% maior do que janeiro de 2021. No comparativo com a semana anterior, houve recuo de 6,29%.

No caso das toneladas por média diária, foram 6692,543, houve avanço de 24,71% no comparativo com o mesmo mês de 2021. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se queda de 6,6%.

Já o preço pago por tonelada, US$ 5178,039 neste janeiro, é 14,79% superior ao praticado em janeiro passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa leve alta de 0,31%.

 

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário