Mato Grosso criou mais boi sem abrir novas pastagens

Publicado em 07/05/2010 09:51 326 exibições
A Associação dos Criadores de Mato Grosso-ACRIMAT, mostrou que Mato Grosso vem aumentando seu rebanho sem fazer uso de novas áreas de pastagem. Dados apresentados pelo presidente da Associação, Mario Cândia, no painel de encerramento do ENIPEC, os próximos desafios da agropecuária provaram que de 1996 a 2008 as pastagens evoluíram apenas 18% enquanto o rebanho estadual cresceu 75% no período.

Este crescimento foi estimulado pela tecnologia e não pelo crescimento de pastages, que foi insignificante no mesmo período, fez questão de frisar Cândia. Conforme ele, MT tem 64% de sua área total preservada e não pode ser taxado de devastador como sugerem organizações ambientalistas internacionais.

Candia expôs expos ainda, ações da Acrimat em benefício da pecuária de corte e disse que uma das prioridades em 2010 é elevar a exportação de carne bovina para a União Européia. Este é um mercado que oferece os melhores preços, mas que corresponde a somente 6% das nossas exportações , observou.

De acordo com o presidente da Acrimat, nesse período de pouco mais de uma década em que o rebanho cresceu 75%, a exportação de carne bovina em Mato Grosso teve elevação de 768%. Entre os principais mercados para o produto do estado estão Rússia, Oriente Médio e China.

As ações da Acrimat no âmbito da qualidade da carne, bem como da regulamentação ambiental, tornam a produção local diferenciada. O estado, que detém o maior rebanho bovino do país, com cerca de 27 milhões de cabeças, contabiliza 300 fazendas creditadas e tem 220 à espera do mesmo processo. Cândia também fez questão de destacar que a Acrimat é a única entidade do Brasil a participar como membro permanente do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável.

Uma das ações da Associação tem sido incentivar a pecuária orgânica como alternativa de criação de gado na região do Pantanal Matogrossense, através da parceria com a Embrapa Pantanal.

Tags:
Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário