Carne bovina trabalha sob forte pressão de alta

Publicado em 28/10/2010 14:01
509 exibições
O atacado de carne bovina está trabalhando sob forte pressão de alta.

Os cortes sem osso, em São Paulo, ficaram 9% mais caros, em média, nos últimos sete dias.

Desde o início de outubro a valorização acumulada já chega aos 20%.

No mercado de carne com osso, as peças estão em alta e batendo recordes de preço. O traseiro avulso, cotado a R$8,80/kg, na última quarta-feira, dia 27, registrou o recorde para esse produto.

A arroba em São Paulo, que já é negociada em alguns casos acima dos R$105,00 a prazo, livre de funrural, pressiona o mercado de carnes.

Para o curto e médio prazo, novos reajustes não são descartados, já que o boi gordo deve se manter em alta, dada a dificuldade em comprar boiadas, e, além disso, à medida que se aproxima o final do ano, o consumo de carne tende a crescer com o pagamento de décimo terceiro salários e bonificações.

O limite para essa alta provavelmente ficará por conta da demanda.
Tags:
Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário