Morte das pastagens preocupa produtor

Publicado em 21/11/2011 11:08 475 exibições
A morte das pastagens já atingiu 2,2 milhões de hectares dos cerca de 25 milhões de hectares destinados a esta atividade em Mato Grosso. Isso equivale a uma perda 8,6% da área plantada com capim no Estado. Além de preocupar pecuaristas e, especialmente, pesquisadores do setor, a morte das pastagens está provocando discussões e debates com o objetivo de buscar novas alternativas. Além disso, as unidades de pesquisa estão lançando novas cultivares de capim como alternativa de alimento para o maior rebanho bovino comercial do Brasil que está em Mato Grosso.

De acordo com o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Bruno Pedreira, os prejuízos com a morte das pastagens chegam a somar R$ 2,5 bilhões. Essas perdas incluem pastos que deixaram de ser recuperados, animais que não engordaram ou até que não nasceram em função da má alimentação do rebanho e vários outros fatores. “A morte das pastagens ocorre em Mato Grosso desde 1994”, garante Bruno. Isso acontece por vários motivos como encharcamento de solo, ataque da lagarta, do percevejo e a morte por esgotamento do solo.

Confira a íntegra da notícia na Gazeta Digital

Tags:
Fonte:
Gazeta Digital

0 comentário