Aftosa: Comitiva visitará o Paraguai por 10 dias

Publicado em 02/12/2011 07:08 195 exibições
Os 11 países membros da Comissão Sul-Americana para a Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa) anunciaram a realização de uma missão técnica multinacional ao Paraguai na região do foco a partir desta quinta-feira, 1° de dezembro. A decisão foi anunciada ontem (31/11) no final da 4ª Reunião Extraordinária da Cosalfa, no Rio de Janeiro.

Um grupo de oito técnicos do Comitê Veterinário Permanente do Mercosul (CVP) e do Centro Panamericano de Febre Aftosa (Panaftosa), entre eles um epidemiologista do Brasil, permanecerá no Paraguai até o dia 10 de dezembro. O objetivo da viagem é avaliar a situação in loco e apontar medidas corretivas e futuras atuações conjuntas.

A partir desta quinta-feira também ocorrerá uma reunião com os estados integrantes da área livre de aftosa com vacinação, em Brasília. O objetivo do encontro, que se estende até 2 de dezembro, é avaliar o Plano Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) e analisar a possibilidade de ampliação da zona livre da doença.
 
O diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e presidente da Cosalfa, Guilherme Marques, explica que o Brasil é mais pró-ativo porque tem como meta o reconhecimento de todo o território como livre de aftosa com vacinação até 2013. “Precisamos de incrementos nos serviços veterinários estaduais. É por isso que as estratégias regionais e internacionais são fundamentais”, declara.

A decisão contempla uma das recomendações definidas na 21ª. reunião de ministros do Conselho Agropecuário do Sul (CAS), em Brasília. Durante o encontro, que ocorreu nos dias 22 e 23 de novembro, os ministros defenderam que todos os países da região prestem o apoio necessário ao Paraguai. Defenderam ainda que as autoridades paraguaias recebam os profissionais do CVP para desenvolver atividades relacionadas á melhoria do status sanitário.

Tags:
Fonte:
Mapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário