Café: Ferrugem pode reduzir produção da América Central em mais de 2 milhões de sacas

Publicado em 08/04/2013 14:38 451 exibições
Nesta segunda-feira (8), a OIC (Organização Internacional do Café) estimou que produção de café da América Central deverá registrar uma queda de 2,3 milhões de sacas de 60 kg, na temporada 2012/13, em função do ataque da ferrugem nos cafezais da região. A expectativa é que os prejuízos cheguem a US$ 550 milhões e cerca de 441 mil trabalhadores percam o seus empregos.

Apesar da alta incidência da doença nos cafezais, a OIC acredita que as projeções para a safra 2012/13 não sejam modificadas pelo menos inicialmente. A entidade destaca que o impacto da ferrugem será pior na temporada 2013/14, até o momento, não há estimativas sobre o impacto da doença nas plantações, no entanto, a OIC reporta algumas projeções nacionais que mostram o impacto crescente.

Na Costa Rica, as estimativas é que as perdas na safra 2012/13 ultrapassem 74 mil sacas, já para a temporada 2013/14 esse prejuízo deverá crescer para entre 190 mil e 230 mil sacas. Do mesmo modo, a produção de El Salvador também tende a apresentar uma redução, e o Governo do país já aponta para a pior quebra de safra dos últimos 33 anos.

Ainda nesta segunda, o indicador de preço composto da OIC aponta que os preços futuros do café parecem estabilizar ligeiramente. De acordo com informações da organização, o indicador ficou em 131,38 centavos de dólar por libra-peso no mês de março, números próximos dos 131,51 centavos por libra-peso registrado no mês de fevereiro.

Apesar desse cenário de preços mais firmes em março, o índice composto da Organização apresenta uma queda de 21,7% em relação com o mesmo período de 2012, quando o indicador atingiu 167,77 centavos por libra peso. Com informações de agências internacionais.

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário