Chuvas e geadas desafiam os cafeicultores no PR

Publicado em 30/09/2013 08:25
516 exibições

Depois do excesso de chuva que caiu nos meses da colheita, em junho e julho, os produtores de cafés especiais ainda enfrentaram as rigorosas geadas que atingiram a região no final de julho. De 30% a 50% da safra de grãos especiais do próximo ano sofreu algum tipo de dano, segundo estimativa da Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Acenpp). Para uma avaliação mais consistente das perdas, é preciso aguardar o período da florada, que acontece entre setembro e outubro, segundo José Rezende da Silva, especialista em cafés de alta qualidade da Acenpp. Os cafeicultores vão aproveitar para renovar o cafezal, antecipando um projeto de médio prazo. Cerca de 20% da área atingida pela geada deve ser renovada. “Vamos trabalhar com variedades mais adequadas à produção de cafés especiais, fazendo um escalonamento das espécies conforme o clima da região evitando variedades tardias em locais em que o clima propicia uma maturação mais tardia”, afirma Silva.

Leia a notícia na íntegra no site da Gazeta do Povo.

Tags:
Fonte: Gazeta do Povo

Nenhum comentário