Internacional: Uganda investe em política nacional para a cafeicultura

Publicado em 10/12/2013 14:23 619 exibições

Cafeicultores de Uganda, país do Leste africano, devem aumentar sua produtividade e sua renda com maior acesso a investimentos confiáveis, tecnologias modernas, serviços de extensão e mais participação em processos pós-produção, com o lançamento de sua política nacional do café. É o que informa o site 24tanzania, da África. 

O novo plano politico foi lançado no Instituto de Pesquisas do Café em Kituza, distrito de Mukono. O plano pretende aumentar a produção do país e colocar Uganda de volta no time dos maiores produtores de café da África. 

O ministro da Agricultura do país, Prof. Zerubabel Mujumbi, informou que a política irá fortalecer o sistema de pesquisas do café para que o produto atenda as exigências e demandas da indústria. “A política deve apoiar e fortalecer as organizações de cafeicultores para participar efetivamente em todas as fases da rede da produção de café”, disse Mujumbi. 

A política também deve promover o consumo doméstico de café para aumentar a competitividade da indústria e desenvolver o mercado local. 

A atual estratégia de desenvolvimento e investimento do Ministério da Agricultura prioriza o café como o segundo produto mais importante para o país, em um ranking de 17 commodities. 

O café contribuiu com uma media anual de 20% das rendas de exportação da Uganda nos últimos 10 anos. Mesmo assim, a falta de uma política mais ampla fez com que o setor cafeeiro tivesse redução na produção devido à uma menor área plantada e participação limitada nos processos de produção. Como resultado, a produção de café da Uganda ficou estagnada em 3 milhões de sacas por ano nas últimas duas décadas.    

Informações: 24tanzania

Tradução: Fernanda Bellei

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário