Café fecha em alta especulativa com fundos mantendo rally de preços

Publicado em 16/01/2014 18:31 789 exibições

Café análise diária: Os contratos futuros do café arábica negociados na Bolsa de Nova York (Ice Futures) fecharam em alta, após três quedas seguidas, nesta quinta-feira (16/01), corrigindo um pouco, com os fundos mantendo o café no rally de preços (baixas seguidas de baixas) sustando o patamar entre 118 e 120 cents. Tudo isso até  surgir um fato novo que mude essa trajetória. Os fundos estão vendidos em  NY, portanto, o mercado é de alta sustentada com algumas correções e quedas no decorrer do mês. O mercado londrino ajudou a puxar NY. 
 ----
Curta a página: www.facebook.com/agroblogbrasil
----
Fechamento
Os contratos com vencimento para março/13 encerraram em alta de 90 pontos, cotados a 118,35 cents de dólar por libra-peso com oscilações de 240 pontos com a mínima do dia 117,35 cents e a máxima foi de 119,75 cents. Já para maio/14, fechou em 120,60 cents, alta de 80 pontos. O volume foi de 15.624 contratos negociados, de acordo com a ICE Futures.

Em São Paulo, na BM&FBovespa, os contratos futuros no café, na posição março/14 fecharam cotados em março/14 a 142,50 cents por libra-peso, alta de 65 pontos. O maio/14 fechou a 140,85, baixa de 85 pontos. O spread de mar/set ficou em – 3,00 a -  4,60. A arbitragem mar/mar/14 ficou em – 10,60 e - 11,00.

Em Londres o contrato de robusta com vencimento em março encerrou o dia cotado a U$$ 1.735, alta de 29 pontos.

O dólar comercial fechou em alta de 0,35% nesta quinta-feira (16), a R$ 2,366 na venda. É a terceira alta seguida da moeda norte-americana. A cotação subiu apesar do aumento da taxa básica de juros (a Selic) na véspera. Na quarta-feira (15), o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, aumentou a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, indo de 10% para 10,5% ao ano. É a sétima reunião seguida do Copom em que os juros sobem.

No mercado interno, o preços do arábica, registraram queda no acumulado dos últimos sete dias, de acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Avançada (Cepeaa). Na quarta-feira, 15, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto em São Paulo, fechou a R$ 286,32/saca de 60 kg, forte baixa de 4,3% frente à quarta anterior, 8. No robusta, os preços da variedade têm subido, mas as negociações seguem lentas, já que poucos são os vendedores ativos no mercado.

Os preços na bolsa de Nova York devem superar os  122 cents de dólar por libra peso ainda em janeiro.

Acompanhe o gráfico do café em NY:

Tags:
Fonte:
AgroBlogBrasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    Quando é alta, dizem que é especulação, mas quando baixa é porque aumentou a oferta do produto...Só concordo com uma coisa: "Enquanto tiver cavalo no mundo, São Jorge não anda a pé!"

    0