Cafeicultora de Guaranésia-MG envia amostra de café severamente prejudicado pela seca

Publicado em 14/04/2014 17:26 901 exibições

A cafeicultora Christina Ribeiro do Valle, de Guaranésia-MG, enviou à redação do Notícias Agrícolas uma amostra de café severamente prejudicado pela seca prolongada e pelo forte calor. Como diversos produtores do país, ela relata a situação de tensão vivida este ano, diante de uma safra incerta e sem números definidos para as perdas. Veja abaixo a carta e a amostra enviadas por Christina:

Guaranésia, 8 de abril de 2014

Estamos enviando uma amostra de café Catuaí - 144, plantado há 6 anos, que como efeito da forte seca virou café tipo escolha, apesar de ter sido colhido do pé. Não é varreção. Na Cooxupé foi feita esta classificação.

Vale salientar que fizemos todos os tratos culturais normais.

De 400 g de café em coco conseguimos apenas 35 g de café beneficiado. A renda ficou muito pequena, pois o normal seria 400g para 100 g. O valor de mercado desta café hoje é de R$ 215,00 a saca.

Estamos acompanhando o trabalho de vocês em relação a essa forte estiagem e queria parabenizar pela maneira que têm noticiado como está complicado produzir café no Brasil.

Atenciosamente,

Christina Ribeiro do Valle,
vice-presidente do Sindicato Rural de Guaranésia-MG
 

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário