Café recupera parte das perdas com levantamento da Conab

Publicado em 16/09/2014 10:43 e atualizado em 16/09/2014 11:15 615 exibições

Os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York registram uma manhã de volatilidade, a sessão iniciou no negativo mas esboça ganhos com a divulgação do terceiro levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra 2014. O mercado sentiu que mesmo com elevação de 1,1% em relação ao último levantamento, o volume final ainda será pequeno com 45,1 milhões de toneladas de 60 kg.

Por volta das 11h03 (horário de Brasília), o vencimento dezembro/14 registrava 182,80 cents de dólar por libra peso, o março/ 15 anotava 186,90 cents/lb, ambos os contratos com alta de 60 pontos. O maio/15 tinha 187,40 cents/lb no positivo em 65 pontos e o julho/15 apresentava baixa de 50 pontos com 190,00 cents/lb.

Segundo a Companhia, o Brasil deve produzir este ano 45,1 milhões de sacas de 60 quilos de café beneficiado (arábica e conilon). O resultado representa uma redução de 8,16% ou 4.010 sacas a menos que as 49,15 milhões produzidas na última safra.  A variação ocorreu no café arábica, com uma queda de 16,1%. Investidores realizam agora cobertura de posições vendidas, com o sentimento de que, mesmo com o aumento no número, ele ainda continua pequeno.

Na sessão de ontem, o mercado fechou em baixa influenciado pela questão cambial com a alta do dólar ante o real, o que encoraja as exportações brasileiras do grão e também com a perspectiva da Conab para a safra 2015, que deve atingir 48,83 milhões de sacas de 60 kg.

>> Conab estima safra de café 2014 do Brasil em 45,1 milhões de sacas

 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

Café: NY encerra em baixa com alta do dólar e previsões climáticas

Por Jhonatas Simião

Nesta segunda-feira (15), a Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica encerrou suas operações em baixa, influenciada pela valorização do dólar ante o real. O vencimento dezembro/14 registrou 181,75 cents de dólar por libra peso, o março/15 fechou com 185,80 cents/lb, ambos com queda de 280 pontos. O vencimento maio/15 anotou 188,75 cents/lb e 225 pontos negativos e o julho/15 fechou 190,50 cents/lb e baixa de 220 pontos.

De acordo com o analista da Safras & Mercado, Gil Carlos Barabach, o  mercado permanece em queda influenciado pela questão cambial em meio à questões políticas e no longo prazo deve manter os números negativos com previsão de melhora nas condições climáticas. “O dólar mais alto estimula as exportações e o fator climático também deve ser dominante na segunda quinzena do mês, com chuvas previstas para esse período e as floradas chegando”, afirma.

Nas últimas semanas o arábica na Bolsa de Nova York teve quedas expressivas e agora busca acomodação. Segundo o analista, a força baixista vem perdendo o embalo sem novidades.

Segundo o analista, a divulgação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na última quinta-feira (18), que elevou a safra de 2015, atingindo 48,83 milhões de sacas de 60 kg, com aumento da produção de 9,6 por cento, também teve influência na Bolsa. “O mercado leu que a safra 2015 será maior que a safra atual e não que as estimativas tiveram aumento até porque esse número é bem menor que safras anteriores”, ressalta.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulga nesta terça-feira (16), o terceiro levantamento oficial da safra 2014, que já foi colhida. O levantamento é realizado com base em visitas de campo aos produtores rurais, diferente da perspectiva realizada pela Companhia na quinta.

>> Café: Superintendente diz como Conab chegou aos números da safra 2015

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário