Programa de Cafés Especiais investe R$ 260 milhões em produtores capixabas

Publicado em 23/10/2014 15:49 53 exibições
Representantes do setor cafeicultor e parceiros do Bandes se reuniram nesta terça-feira (21) para discutir as próximas ações doPrograma de Cafés Especiais do Espírito Santo, lançado pelo banco em julho deste ano. No encontro, o comitê gestor do Programadefiniu o plano de trabalho para este ano e o próximo, em termos de melhorias tecnológicas e possibilidades de financiamentos. 
Essa iniciativa é resultado de uma ampla parceria articulada pelo Bandes com Findes, Sebrae, Sincafé, Seag, Cetcafé, Incaper, Feag, Centro de Comércio de Café e OCB-ES. 
Segundo o coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas do Bandes, Ricardo Santos, a reunião serviu para detalhamento parainício das ações de campo. “A partir de 2015, todos os cafeicultores que estiverem participando do programa terão acesso aassistência técnica oferecida pelo Sebrae. Deste modo, levamos mais qualidade e profissionalismo para as produções”, destaca.
Durante quatro anos, R$ 260 milhões serão disponibilizados pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) parainvestimento em todos os elos da cadeia produtiva de café, procurando atender aproximadamente 2,5 mil produtores dentro doEstado e alcançar 500 mil sacas de café de qualidade certificadas. 
Entre as metas da proposta está a expansão da oferta de café torrado e moído de qualidade por parte da indústria de torrefação capixaba mediante a maior integração entre esta, os produtores e suas respectivas cooperativas e associações. Além disso, incentivar as iniciativas de produção de café certificado no Espírito Santo, visando à sustentabilidade na produção primária e no processamento industrial.
Será oferecida ao produtor uma consultoria tecnológica e de gestão para micro e pequenas empresas nos moldes do novo modelode atuação preconizado pelo Bandes para integrar os diversos atores envolvidos com a atividade, possibilitando maior articulação dosetor produtivo e maior visibilidade do café de qualidade produzido no Espírito Santo. 
O crédito do Bandes aos produtores também promove uma maior adequação das propriedades rurais capixabas para a produção de cafés sustentáveis, além de incentivar projetos de pesquisa voltados para a tipificação dos cafés produzidos nas diferentes regiões cafeeiras, especificamente, quanto as suas características essenciais, como o aroma, acidez etc.
Tags:
Fonte:
Governo do Espírito Santo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário