Café: NY recupera perdas do pregão anterior e atinge alta de quase 600 pts nesta 3ª feira

Publicado em 25/11/2014 17:05 255 exibições

A Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica encerrou esta terça-feira (25) com alta expressiva em um pregão marcado pela volatilidade. Durante o dia, as cotações operaram nos dois campos.

Mas no final da sessão, o vencimento dezembro/14 registrou 194,25 cents de dólar por libra peso com alta de 460 pontos, o março/15 anotou 196,20 cents/lb com valorização de 570 pontos, o maio/15 teve 197,35 cents/lb com avanço de 445 pontos e o julho/15 encerrou a sessão cotado a 200,40 cents/lb com 525 pontos positivos.

O que predomina no mercado é a divulgação da Volcafé sobre os temores da oferta brasileira.  A divisão de commodities da trading ED&F Man, aumentou a projeção de déficit de oferta para esta temporada, de 9 milhões de sacas para 10 milhões de sacas.

» Volcafe estima déficit global de café em 10 milhões de sacas em 2014/2015

No entanto, de acordo com o analista de mercado do Escritório Carvalhaes, Eduardo Carvalhaes, a possibilidade já vem sendo levantada há muito tempo.

“Sabia-se que poderia haver déficit global desde a seca do início do ano porque não se sabe o tamanho dos estoques e qual será a produção da safra 2015/16. Ainda assim, muitos operadores estavam preocupados com essa questão hoje”, afirma o analista.

Segundo mapas climáticos da Somar Meteorologia, frentes frias e áreas de baixa pressão provocarão chuvas com elevado acumulado entre Minas Gerais e São Paulo nesta semana, área que engloba toda a Mogiana, Sul de Minas e Cerrado, com valor médio acima dos 100 mm.

Mercado interno

A quantidade de negócios realizados no lado interno é baixa se comparar esse período com outros anos. Os cafeicultores ainda seguram sua produção temendo a baixa produtividade da safra 2015/16 e também porque se negam a entregar o café pelo preço ofertado. Porém, de acordo com Carvalhaes, com a alta na sessão de hoje mais negócios foram concretizados.

O tipo cereja descascado teve maior variação na cidade de Espírito Santo do Pinhal-MG, onde a saca teve alta de 4,00% e está cotada a R$ 520,00. A cidade que tem o maior valor de negociação para o tipo é Guaxupé-MG com R$ 575,00 a saca e valorização de 1,77% em relação ao dia anterior.

O tipo 4/5 de café arábica também anotou maior valor na cidade de Guaxupé-MG, onde está cotado a R$ 565,00 a saca com valorização de 1,80%. O município de Franca-SP foi a localidade que apresentou maior variação no dia com alta de 3,00% em relação à segunda-feira, na cidade a saca está cotada a R$ 515,00.

O tipo 6 duro registrou maior valor em Guaxupé-MG com R$ 512,00 a saca e alta de 1,99% em relação ao dia anterior. A cidade que teve variação mais expressiva foi Marília-SP com alta de 2,13% com saca cotada a R$ 480,00.

Na segunda-feira (24), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou alta de 2,68% e está cotado a R$ 479,06 a saca de 60 kg.

» Clique e veja as cotações do mercado interno nesta terça-feira (25).

Tipo 4/5 fecha no campo misto na Bovespa

As cotações do café arábica tipo 4/5 encerraram no campo misto na BM&F Bovespa. O vencimento dezembro/14 encerrou o dia com US$ 233,00 a saca de 60 kg e alta de 2,19%, o março/15 anotou US$ 234,50 e valorização de 1,96% e o setembro/15 está cotado a US$ 240,00 a saca com 1,05% de queda. Para o tipo 6/7, foi mais um dia sem negócios.

Robusta fecha em queda

As cotações do café robusta na Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (Liffe) registraram baixa nesta terça-feira. O contrato janeiro/15 está cotado a US$ 2093,00 por tonelada com desvalorização de US$ 6 por tonelada e o março/15 teve US$ 2096,00 por tonelada recuo de US$ 4.

» Clique e veja as cotações completas de café.

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário