Café: Com mais um dia de queda cotações do arábica se aproximam dos US$ 1,70 em NY

Publicado em 12/12/2014 10:13 e atualizado em 12/12/2014 13:56 100 exibições

As cotações do café arábica registram queda na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) nesta sexta-feira (12). Por volta das 14h55, o contrato março/15 registrava baixa de 125 pontos cotado a 175,15 cents/lb, o maio/15 anotava 177,55 cents/lb e recuo de 140 pontos e o julho/15 tinha 120 pontos negativos com 180,10 cents/lb. O vencimento dezembro/15 não tinha negócios.

Na sessão anterior, a bolsa norte-americana também registrou baixa com a valorização do dólar ante o real e a previsão de chuvas nas cidades produtoras nas próximas duas semanas. Segundo analistas, as mesmas variáveis da quinta-feira devem dar a tônica ao mercado na sessão de hoje.

Veja como fechou o mercado na quinta-feira:

Café: Arábica tem mais um dia de queda em NY; áreas produtoras recebem chuva acima da média nas próximas 2 semanas

Por Jhonatas Simião

A Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica encerrou esta quinta-feira (11) com baixa. O vencimento dezembro/14 registrou 175,40 cents de dólar por libra peso com queda de 215 pontos, o março/15 anotou 176,40 cents/lb também com recuo de 215 pontos, o maio/15 teve 178,95 cents/lb com 205 pontos negativos e o vencimento julho/15 encerrou a sessão cotado a 181,30 cents/lb com 190 pontos de recuo.

De acordo com o analista de mercado da Maros Corretora, Marcus Magalhães, as bolsas no mercado cafeeiro ficaram praticamente lateralizadas. “Temos no Brasil dólar forte e chuvas previstas para o cinturão produtivo do Sudeste. Dentro deste cenário, a paradeira no mercado interno é entendível e feliz ou infelizmente, deverá perdurar até meados e 2015 onde, acredito, que teremos no front novas variáveis”, afirma.

As plantações de café tiveram florada atrasada neste ano por conta da seca no cinturão produtivo. No entanto, com a melhora do clima os grãos têm se desenvolvido bem em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea.

O tempo mais chuvoso das últimas semanas vem favorecendo a atual fase de granação, mas ainda não se sabe se todos os danos causados pela estiagem às lavouras de arábica serão revertidos. Agentes estão um pouco mais otimistas em relação ao que previam durante o período de floração, mas persiste a expectativa de redução da colheita frente à de 2014/15. As informações são do centro de pesquisas econômicas da USP.

» Café: Clima melhora, mas expectativa ainda é de safra 2015/16 menor

A Reuters informou nesta quinta-feira que o estado de Minas Gerais terá chuva acima da média durante o período de 10 a 15 dias, o que cria condições favoráveis para o desenvolvimento da safra 2015.

» Áreas de café do Brasil terão chuva acima da média nas próximas 2 semanas

A agência também reportou informação no final do dia com relação a safra global de café 2014/15. Segundo a Organização Internacional do Café (OIC) em sua estimativa preliminar, a produção global deve cair para 141 mi sacas.

» Safra global de café 14/15 deve cair para 141 mi sacas por seca no Brasil, prevê OIC

Mercado interno

Segundo Marcus Magalhães, no mercado interno nada de grandioso deverá ser visto e poucos negócios são realizados com a virada de ano fiscal.

O tipo cereja descascado teve maior variação na cidade de Franca-SP, onde a saca está cotada a R$ 580,00 e teve alta de 3,57%. A cidade também apresenta o maior valor de negócios no dia.

A cidade de Poços de Caldas-MG foi a única praça do tipo 4/5 de café arábica que apresentou oscilação no dia. Na localidade a saca está cotada a R$ 476,00 e teve queda de 0,42%. O município com maior valor de negócios foi Guaxupé-MG com 546,00 a saca — valor estável em relação ao dia anterior.

O tipo 6 duro também anotou maior valor em Guaxupé-MG com R$ 493,00 a saca e preço estável. O município com variação mais expressiva no dia foi Araguarí-MG com queda de 2,04% e R$ 480,00 a saca.

Na quarta-feira (9), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou alta de 1,73% e está cotado a R$ 454,94 a saca de 60 kg.

» Clique e veja as cotações do mercado interno nesta quinta-feira (11).

Tipo 4/5 fecha no campo misto

As cotações do café arábica tipo 4/5 ficaram no campo misto na BM&F Bovespa. O vencimento dezembro/15 registrou US$ 216,00 com recuo de 0,92%, o março/15 anotou US$ 214,95 com queda de 0,49% e o setembro/15 fechou o dia com desvalorização de 1,33% cotado a US$ 222,30.

Liffe registra queda em Londres

As cotações do café robusta na Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (Liffe) fecharam com queda. O contrato janeiro/15 está cotado a US$ 1945,00 por tonelada com desvalorização de US$ 30, o março/15 teve US$ 1975,00 por tonelada e queda de US$ 22 e o maio/15 anotou US$ 1981,00 por tonelada com recuo de US$ 33.

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário