Café: Bolsa de NY reage e fecha em alta nesta 2ª com operadores preocupados com oferta global

Publicado em 09/02/2015 17:10

As cotações do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) registraram leve alta nesta segunda-feira (9). Os preços ficaram durante a maior parte da sessão no campo negativo após a alta de 200 pontos registrada na sessão anterior.

No entanto, os futuros reagiram com preocupações sobre a oferta global e cobertura de posições vendidas alinhadas à aspectos técnicos. As informações partem de agências internacionais.

O contrato março/15 registrou 167,60 cents/lb com alta de 75 pontos, o maio/15 anotou 170,40 cents/lb e o julho/15 fechou a sessão com 173,05 cents/lb, ambos com valorização de 80 pontos e o vencimento setembro/15 registrou 175,35 cents/lb com 75 pontos de avanço.

Segundo o analista de mercado da Maros Corretora, Marcus Magalhães, o dia foi lento no setor e as bolsas marcadas por curta liquidez e tímida oscilação. “Os investidores de uma forma geral continuaram na defensiva à espera de fatos novos ou uma melhor claridade dos desdobramentos climáticos no Brasil para poder se posicionar ante ao futuro de curto prazo”, explica o analista.

Ainda de acordo com Magalhães, alguns operadores ainda não estão convictos de que a safra brasileira será comprometida mais um ano pela seca e não permitem que as cotações busquem um melhor posicionamento.

Agência internacionais confirmam a insegurança do mercado e afirmam que, dificilmente, nesta semana importantes novidades possam acontecer no mercado cafeeiro visto que feriados se aproximam nos principais países envolvidos com a commodity.

O Brasil terá nesta terça-feira (17)  o feriado de carnaval, nos Estados Unidos, o feriado nacional do Dia do Presidente vai fechar as bolsas na próxima segunda-feira (16). E no maior produtor mundial de café robusta, Vietnã, acontece o Ano Novo Lunar (Tet) na quarta-feira da semana que vem (18) e vai até dia 24 de fevereiro.

Com relação ao clima, de acordo com dados da Somar Meteorologia, nos próximos dias, o estados do Paraná e São Paulo devem receber chuvas em forma de pancadas típicas dos meses de verão. As precipitações que caíram na zona da Mata reduzem a partir de amanhã e migram para áreas do sul do Brasil.

Mercado interno

No mercado interno foi mais um dia lento, com operadores fora das rodas de negociação. O feriado de carnaval no Brasil na terça (17) já se aproxima e deixa as negociações ainda mais paradas.

O tipo cereja descascado continua maior valor de negociação na cidade de Guaxupé-MG com R$ 574,00 -- estável. O município com variação mais expressiva no dia foi Varginha-MG com alta de 1,92% e 530,00 a saca.

Para o tipo 4/5, a cidade com maior valor de negociação também foi Guaxupé-MG que tem saca cotada a R$ 561,00 -- estável. A variação mais expressiva no dia foi em Poços de Caldas-MG com alta de 2,04% e saca cotada a R$ 501,00.

O tipo 6 duro teve maior valor em Araguarí-MG com saca cotada a R$ 530,00 e 6,00% de alta, a cidade também teve a maior oscilação no dia.

Na sexta-feira (6), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou valorização de 1,64% e está cotado a R$ 482,90 a saca de 60 kg.

» Clique e veja as cotações completas de café

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário