Café: Cotações do arábica estendem perdas e recuam mais de 100 pts nesta tarde de 2ª feira em NY

Publicado em 16/04/2018 12:22
114 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com alta de mais de 100 pontos nesta tarde de segunda-feira (16). Sem a repercussão de novidades fundamentais nos últimos dias, o mercado externo do grão segue oscilando tecnicamente e estende as perdas da última sessão e também sente a pressão do câmbio.

Por volta das 11h42 (horário de Brasília), o contrato maio/18 com baixa de 120 pontos, a 116,10 cents/lb e o julho/18 anotava 118,35 cents/lb com recuo de 115 pontos. Já o vencimento setembro/18 trabalhava com desvalorização de 105 pontos, cotado a 120,50 cents/lb, e o dezembro/18 tinha 100 pontos de queda, cotado a 123,90 cents/lb.

"As tendências ainda estão de lado para baixo no mercado, mas o lado do baixista do mercado pode estar perdendo alguma da sua força neste momento", disse em relatório na sexta-feira Jack Scoville, analista de mercado e vice-presidente da Price Futures Group. O especialista ainda acrescenta que repercute no mercado informações sobre a baixa de demanda e alta produção.

Nos últimos dias, pouca coisa mudou no mercado. Sem novidades, as oscilações são mais técnicas e com pressão do câmbio nesta manhã de segunda-feira. Às 10h11, o dólar comercial recuou 0,29%, cotado a R$ 3,4161 na venda, com correção após alta recente no mercado. A divisa mais alta em relação ao real tende a encorajar as exportações da commodity.

Em menor intensidade, também repercutem no mercado informações sobre a possibilidade de safra recorde no Brasil. Segundo estimativa da consultoria Safras & Mercado, a produção de café na safra 2018/19 pode totalizar um recorde de até 60,5 milhões de sacas de 60 kg. O volume representaria um aumento de até 20% ante a temporada 2017/18, apontada em 50,6 milhões de sacas.

A última previsão da Conab (Companhia Nacional do Abastecimento) prevê a safra de café do Brasil entre 54,44 e 58,51 milhões de sacas neste ano.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 430,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP), em Guaxupé (MG) os preços estavam cotados a R$ 446,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 446,00 a saca.

» Clique e veja as cotações completas de café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário