Café: Bolsa de Nova York tem alta de 50 pts nesta 4ª feira e reverte perdas da véspera

Publicado em 06/02/2019 17:42
257 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) encerraram a sessão desta quarta-feira (06) com alta de mais de 50 pontos. O mercado externo oscilou dos dois lados da tabela no dia em ajustes e com repercussão de informações sobre a demanda.

O vencimento março/19 encerrou o dia a 105,50 cents/lb e alta de 65 pontos e o maio/19 registrou 108,55 cents/lb e avanço de 60 pontos. O contrato julho/19 anotou 111,15 cents/lb 60 pontos positivos e o setembro/19 teve 113,85 cents/lb 60 pontos de valorização.

Acompanhando a previsão de chuvas em áreas produtoras de café do Brasil nesta semana, o mercado do arábica registrou queda de cerca de 50 pontos na véspera. Nesta quarta-feira, no entanto, ajustes passaram a ser vistos e o vencimento referência voltou a US$ 1,05/lb.

14 cidades produtoras de café, todas elas acompanhadas pelo Sistema para o Monitoramento Agro-energético da cultura do Café da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), estão sem chuvas acima de 2 milímetros há mais 20 dias, além de altas temperaturas.

Além do movimento técnico, pela manhã, os preços externos do arábica tiveram avanço acompanhando dados da demanda. A Abic (Associação Brasileira da Indústria de Café) informou nesta quarta que o consumo no Brasil cresceu 4,8% no último ano de 2018.

"Os preços do café subiram nesta manhã devido aos sinais de demanda mais forte no Brasil, segundo maior consumidor de café do mundo, após dados mostrarem que o consumo de café doméstico no Brasil em 2017/18 subiu para 21 milhões de sacas", disse o site Barchart em boletim matinal.

Leia mais:
» Abic registra aumento de 4,8% no consumo de café no Brasil; revê metodologia

Mercado interno

Poucos negócios têm sido registradas nas praças de comercialização do Brasil. "... a liquidez segue baixa, devido às oscilações do mercado externo", destacou em nota o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP).

O café tipo cereja descascado registrou maior valor em Guaxupé (MG) com saca a R$ 451,00 e alta de 2,04%. Foi a maior oscilação no dia dentre as praças.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 425,00 e alta de 1,19%. A maior oscilação no dia ocorreu em Varginha (MG) com baixa de 1,20% e saca a R$ 410,00.

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Vitória (ES) com saca a R$ 442,00 - estável. A maior oscilação ocorreu em Guaxupé (MG) com alta de 2,17% e saca a R$ 424,00.

Na terça-feira (05), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 418,51 e alta de 0,15%.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por Jhonatas Simião
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário