Torrefação de cafés Coamo é 19ª indústria do país

Publicado em 26/02/2019 13:55
96 exibições
Cooperativa sobe dez posições em ranking das 100 maiores indústrias de café do Brasil

Qualidade e origem aliados ao sabor e aroma marcante, garantem posição de destaque aos Cafés Coamo no ranking das 100 maiores indústrias de café do Brasil, que fazem parte da Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC). Em relação ao último ranking a Coamo subiu dez posições e agora ocupa a 19ª colocação. Trata-se de uma marca comemorada pela cooperativa, uma vez que, compete com empresas multinacionais e nacionais e com tradição no mercado cafeeiro.

QUALIDADE – Neste levantamento a Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), constatou também que os consumidores brasileiros estão mais exigentes com relação à qualidade. Isso é resultado de maior conhecimento sobre cafés, suas características, suas diferenças por formas de preparo. A ABIC iniciou em 2004 um inédito programa de certificação de qualidade, o PQC – Programa de Qualidade do Café, que certifica e monitora a qualidade das marcas que aderem ao programa e são destacadas por um selo que garante ao consumidor o tipo Extra Forte, Tradicional, Superior ou Gourmet.

Todos os cafés que compõe a linha da Coamo são reconhecidos e contam com os Selos de Pureza e Qualidade da ABIC, têm a certificação do PQC – Programa de Qualidade da ABIC e, também, levam o Selo de Origem de Produto de Cooperativa. “Nossos cafés são fabricados a partir de matéria-prima selecionada, que garante um café com aroma e sabor marcante”, destaca o superintendente Comercial da Coamo, Alcir José Goldoni.

Os produtos da linha alimentícia também são preparados com um rigoroso controle, mediante as Boas Práticas de Fabricação (BPF), Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) e NBR – ISO 9001:2000. “Anualmente realizamos auditorias interna e externa para garantir um rigoroso controle de qualidade, sempre pensando no consumidor”, afirma Goldoni.

APLICATIVO – Para fornecer mais informações ao consumidor, um pioneiro aplicativo gratuito (De olho no café), nas plataformas Android e IOS, também desenvolvido pela ABIC, e permite que seja verificada através do código de barras do produto, se o café é certificado ou não e em qual programa. Sendo certificado no PQC, o consumidor pode acessar as suas características, como tipo de bebida, ponto de torra, sabor e aroma. Além de poder fazer comentários e denúncias.

LINHA DE CAFÉS – Na torrefação de café da Coamo, são produzidos os cafés, Coamo Premium – categoria superior - em grãos torrados ou torrados e moídos, em embalagens de 1kg e 500 gramas; Coamo Tradicional em grãos torrados e moídos, embalagens a vácuo e almofada de 500 gramas; Coamo Extra Forte em grãos torrados e moídos, embalagens a vácuo e almofada de 500 gramas e Sollus Extra Forte em grãos torrados e moídos, embalagens a vácuo e almofada de 500 gramas.

CONSUMO – Segundo dados da ABIC, o consumo interno de café no Brasil chegou a 21 milhões de sacas, no período de novembro de 2017 a outubro de 2018. O consumo continua concentrado nas residências, representando 64% do total, enquanto fora do lar atingiu 34%. Este último tende a crescer continuamente, porque a oferta de cafés de alta qualidade em restaurantes e panificadoras induz ao aumento de demanda da bebida. Cresceu também a busca por cafés em grão torrado. A preferência por espressos, bem como a procura por máquinas automáticas e domésticas de café elevou o total das vendas em grão, que passou de 18% para 19%.

CAFÉ COAMO PREMIUM - Para esse público que está a procura por café em grãos torrados, destaca-se a Coamo que conta com o Café Coamo Premium, produzido com grãos selecionados, predominantemente arábica. Goldoni afirma ainda que o consumidor, além de adquirir um café diferenciado pelo aroma e sabor, tem a certeza de que trata-se de um café com origem.

Tags:
Fonte: Coamo

Nenhum comentário