Café: Mercado em NY retoma trajetória baixista e maio/19 fica em 94 cents/lb

Publicado em 22/03/2019 12:32
118 exibições

LOGO nalogo

Os contratos futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com queda de cerca de 50 pontos nesta tarde de sexta-feira (22). O mercado externo do grão volta ao lado vermelho da tabela depois de testar reação na véspera.

Por volta das 12h17 (horário de Brasília), o vencimento maio/19 caía 50 pontos, a 94,30 cents/lb. Já os lotes com vencimento para julho/19 recuavam 50 pontos, a 97,05 cents/lb e o setembro/19 tinha desvalorização de 45 pontos, a 99,85 cents/lb.

Depois de testar reação na sessão anterior, o mercado externo do grão logo retomou a trajetória baixista nesta sexta-feira. Operadores negociam na ICE em meio aos relatos de ampla oferta do grão. Fato que produtores têm discordado.

"O Brasil continua a oferta e tem sido um grande vendedor e exportador nos últimos meses. Com isso, os preços estão caindo abaixo dos níveis rentáveis ​​para a maioria dos produtores mundiais", disse o vice-presidente da Price Futures Group, Jack Scoville.

Com essa nova queda, o mercado externo do arábica volta a se aproximar das mínimas de mais de 10 anos, segundo dados do site de cotações Investing. Os três primeiros vencimentos da variedade na ICE operam durante a sessão desta sexta abaixo do patamar US$ 1 por libra-peso.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 390,00 a saca de 60 kg em Guaxupé (MG), em Espírito Santo do Pinhal (SP) registravam R$ 380,00 e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 374,00.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Carlos Rodrigues -

    Querem o que?? o que vemos nas noticias são embarques de café cada vez maiores ate se fala de bater novos recordes na exportação a final quem esta vendendo por estes preços?? quanto mais venderem ele cai mais!! ainda não perceberam ??

    0
    • MARCIANO REZENDE -

      O governo deveria segurar café por onde ele sai do país, ou seja, no porto de santos

      0