Área explorada com produção dos Cafés do Brasil ocupa 1,84 milhão de hectares em 2019

Publicado em 26/06/2019 11:07
181 exibições
Safra de 50,92 milhões de sacas de café será colhida em área que representa apenas 0,71% das terras exploradas com atividades agrícolas do território nacional que é de 256,8 milhões de hectares

Para 2019, a safra brasileira de café está estimada em 50,92 milhões de sacas, das quais 36,98 milhões são de café da espécie arábica e 13,93 milhões de sacas de conilon. Em relação às áreas em produção, os cafés arábica ocupam atualmente o equivalente a 1,47 milhão de hectares, e a espécie conilon a 373,22 mil hectares, o que corresponde, respectivamente, a 0,57% e 0,14% da área explorada com atividades agrícolas do território nacional, que totalizam 256,8 milhões de hectares. A cafeicultura brasileira, que compreende as espécies arábica e conilon, utiliza 1,84 milhão de hectares de área em produção neste ano, número que representa apenas 0,71% da área explorada com atividades agrícolas no nosso País.

No contexto da produção mundial de café, se for determinada a participação percentual da produção dos Cafés do Brasil, em comparação com a produção global, apenas com os dados das últimas cinco safras, verifica-se que o Brasil tem se mantido como maior produtor mundial de café, com um volume físico – em média – em torno de 1/3 da produção mundial. Como exemplo, na safra 2018, o País produziu 61,66 milhões de sacas, volume que correspondeu a aproximadamente 37% da produção do planeta, numa área de 1,86 milhão de hectares. Na sequência, em 2017, cuja área em produção foi de 1,91 milhão de hectares, a safra dos Cafés do Brasil teve volume de 44,97 milhões de sacas, o qual foi responsável por 27% da produção global.

Continuando esta análise comparativa, em 2016, a safra brasileira de café foi produzida numa área de 1,95 milhão de hectares e colheu 51,37 milhões de sacas, o qual representou 33% da produção do planeta. No ano anterior, em 2015, nosso país colheu 43,24 milhões de sacas – área de 1,92 milhão de hectares – e participou com 28% da produção mundial. Por fim, em 2014, a produção dos Cafés do Brasil atingiu 45,34 milhões de sacas – área de 1,95 milhão de hectares –, que corresponderam a 30,2% do volume global. Dessa forma, a despeito de a área em produção do café brasileiro ter se mantido relativamente estável, nas cinco safras ora objeto de análise, em média 1,90 milhão de hectares, nosso País se mantém como maior produtor mundial de café, sem expansão da área de produção.

Os dados e análises da produção dos Cafés do Brasil com as respectivas áreas de produção foram obtidos do SUMÁRIO EXECUTIVO DO CAFÉ – JUNHO 2019, publicado e divulgado pela Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa, e, também, do Levantamento da Safra de Café, da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab.

Para completar essas análises, no que concerne à área explorada com atividades agrícolas do território nacional, foram utilizados os números e dados técnicos do estudo da Embrapa Gestão Territorial, publicado em 2017, intitulado ‘Atribuição’,  ‘Ocupação’ e ‘Uso das Terras no Brasil’. Os documentos citados estão disponíveis na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Acesse todos os números do uso do território nacional calculados pela Embrapa Gestão Territorial no documento (palestra) Atribuição, Ocupação e Uso das Terras do Brasil.

http://consorciopesquisacafe.com.br/arquivos/consorcio/publicacoes_tecnicas/Atribuicao_Ocupacao_e_Uso_das_Terras_no_Brasil_junho_2017.pdf

Tags:
Fonte: Embrapa Café

0 comentário