Cafés especiais: Lavouras apresentam desenvolvimento positivo e preocupação é maior com custo de produção

Publicado em 14/04/2020 12:35 e atualizado em 14/04/2020 13:12 334 exibições

LOGO nalogo

A procura por café de qualidade é cada vez maior a nível mundial e cada vez mais o Brasil, além de ser o maior produtor e exportador de arábica do mundo, também vem se destacando e buscando mais espaço na produção de cafés especiais. Em São Pedro da União/MG pouco tempo antes da colheita, as lavouras de cafés especiais continuam em pleno desenvolvimento e o cenário de produção e qualidade é positivo graças às floradas uniformes e o clima que contribuiu para a produção da safra 2020/21. 

Segundo Fernando Barbosa, produtor de café especial da cidade, apesar das incertezas que sondam o mercado neste momento de pandemia, o produtor da região segue com pensamento positivo por conta da boa produção e principalmente, pelas teorias que sondam o mercado indicarem que o consumo da bebida pode aumentar durante este momento de crise. Ainda de acordo com Fernando, alguns produtores vislumbram a possibilidade de colher cerca de 50 sacas por hectare. 


Café especial - Fernando Barbosa
Produção de café especial em São Pedro da União/MG
Fotos: Fernando Barbosa 

De acordo com o produtor, neste momento sonda no mercado a possibilidade de aumento da bebida em forma de sachês ou em cápsulas. "Aparentemente eles trazem mais segurança, o que pode indicar esse aumento no consumo", destaca Barbosa. Próximo da data de colheita, Fernando destaca que nas regiões mais quentes os grãos já começam a apresentar maturação. "Justamente na época de enchimento de grãos tivemos volumes acima dos anos anteriores, tivemos alguns grãos caindo no chão, mas foi insignificante", comenta. 

Já nas regiões mais elevadas, destaca que as lavoura ainda apresenta tons de verde, mostrando o bom desenvolvimento da safra. Para que a colheita aconteça sem maiores problemas por conta do Coronavírus, produtores rurais de São Pedro da União estão entrando em acordo com os órgãos do município e seguindo as orientações de segurança. Até o momento o trabalho de mão de obra ainda não foi prejudicado e alguns apanhadores de café já chegaram para trabalhar. 

Cafés especiais Foto: Fernando Barbosa
Produção de café especial em São Pedro da União/MG
Fotos: Fernando Barbosa 

Custo de produção

Com as lavouras com bom desenvolvimento, uma das maiores preocupação do produtor de café neste momento é com os custos de produção. Segundo Fernando, o produtor local aproveitou os picos de altas do mercado para fazer negócio. "Tem produtor que travou 60% da lavoura e deixou os 40 para entrega no físico e trata isso com garantia", explica. Fazer a antecipação das travas, segundo Fernando, está acontecendo para que o produtor de café consiga pelo menos manter os custos de produção. Os outros 40% estão sendo utilizados para negociação.

Fernando destaca que a alta do dólar para as compras de insumos é o que gera preocupação neste momento. "Como é que comprará insumo com dólar tão alto? O produtor vai ter que saber lidar, saber a hora certa. Talvez o produtor vai ter que antecipar compras de insumo", comenta.  Apesar das compras de insumo fazerem parte de um cenário futuro, a preocupação se dá principalmente por conta da pandemia. "Hoje nós já sabemos como está, mas futuramente é incerto e tudo vai depender do pós quarentena, pós Covid", finaliza. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário