Café: Nova York e Londres abrem com estabilidade nesta quarta-feira (27)

Publicado em 27/01/2021 09:03 197 exibições
Mercado segue acompanhando variação do dólar

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta quarta-feira (27) com altas técnicas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 08h54 (horário de Brasília), março/21 tinha alta de 40 pontos, valendo 124,95 cents/lbp, maio/21 subia 45 pontos, negociado por 127,05 cents/lbp, julho/21 tinha alta de 40 pontos, valendo 128,95 cents/lbp e setembro/21 registrava alta de 35 pontos, valendo 130,75 cents/lbp. 

O dia começa andando de lado após encerrar o último pregão com valorização acima dos 100 pontos, motivada pela desvalorização do dólar ante ao real. "Os agentes financeiros mudam de posição com rapidez e agressividade a cada qualquer novo sinal, tanto do exterior como do Banco Central e do governo brasileiro", destacou o analista de mercado Eduardo Carvalhaes em sua última análise. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon abriu com estabilidade. Março/21 tinha queda de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 1316, maio/21 subia US$ 1 por tonelada, valendo US$ 1325, julho/21 operava com estabilidade, valendo US$ 1340 e setembro/21 tinha queda de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 1354.

O dólar abriu o pregão desta terça-feira (27) com valorização de 1,02%, cotado a R$ 5,38 na venda. O dólar em alta pode voltar a pressionar os preços na Bolsa. 

Café tipo Conilon
 

Mercado Interno - Última sessão

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 2,26% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 650,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 682,00, Patrocínio/MG manteve o valor por R$ 665,00, Araguarí/MG manteve o valor de R$ 680,00 e Varginha/MG manteve a negociação por R$ 720,00.

O café cereja descascado teve queda de 2,07% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 710,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 725,00, Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 715,00 e Varginha/MG manteve os preços por R$ 720,00.

>>> Veja mais cotações aqui

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário