Café: NY e Londres têm mais um dia de preços pressionados pela pandemia

Publicado em 23/03/2021 16:46
Bloqueio na Alemanha limita ainda mais consumo e pesa sobre o mercado

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica o pregão desta terça-feira (23) com desvalorização acima dos 200 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Além das preocupações com a demanda, o mercado voltou a acompanhar o petróleo em mais um dia de baixa. 

Maio/21 teve queda de 250 pontos, negociado por 127,60 cents/lbp, julho/21 teve queda de 245 pontos, negociado por 129,65 cents/lbp, setembro/21 registrou desvalorização de 240 pontos, negociado por 131,60 cents/lbp e dezembro/21 teve baixa de 235 pontos, negociado por 133,75 cents/lbp. 

O dia também foi de desvalorização para o café tipo conilon na Bolsa de Londres. Maio/21 teve queda de US$ 21 por tonelada, valendo US$ 1377, julho/21 encerrou com baixa de US$ 21 por tonelada, negociado por US$ 1399, setembro/21 teve queda de US$ 21 por tonelada, valendo US$ 1418 e novembro/21 teve baixa de US$ 22 por tonelada, valendo US$ 1433. 

De acordo com análise do site internacional Barchart, mais uma vez os preços foram pressionados pela pandemia da Covid-19 ao redor do mundo. "Os preços do café estão sob pressão devido às preocupações com a demanda, depois que a Alemanha disse na terça-feira que imporia um bloqueio rígido durante o feriado de Páscoa, o que reduzirá a demanda de café, já que restaurantes e cafeterias serão forçados a fechar", destacou. 

Analistas ouvidos pelo Notícias Agrícolas, acreditam que uma recuperação para o consumo possa ser viável apenas no segundo semestre de 2021, conforme a imunização avança em importantes polos consumidores. Até o momento, dados indicam que Estados Unidos e Reino Unido vem mantendo um controle sanitário mais efetivo. 

No Brasil, o mercado físico também teve um dia de desvalorização. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve baixa de 0,94% em Guaxupé/MG, estabelecendo os preços por R$ 735,00, Poços de Caldas/MG encerrou com baixa de 1,37%, negociado por R$ 720,00, Patrocínio/MG teve baixa de 0,68%, valendo R$ 725,00, Araguarí/MG registrou baixa de 1,33%, valendo R$ 740,00, Varginha/MG registrou queda de 2,65%, valendo R$ 735,00 e Franca/SP finalizou com baixa de 1,35%, negociado por R$ 730,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 1,89% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 780,00, Poços de Caldas/MG encerrou com baixa de 1,30%, valendo R$ 760,00, Patrocínio/MG teve queda de 0,65%, negociado por R$ 765,00, Varginha/MG teve baixa de 3,70%, valendo R$ 780,00 e Campos Gerais/MG encerrou com queda de 0,75%, valendo R$ 790,00.

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário