Expocaccer se preparar para receber cafés da nova safra

Publicado em 17/05/2021 14:05 99 exibições

Levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que a safra brasileira 2021/2022 de café arábica deve cair de 21 a 30% em relação ao ano passado.

A queda da produção já era esperada devido ao fenômeno natural do ciclo de bienalidade negativa do café arábica (ocorrida nos anos ímpares) e também em razão das adversidades climáticas que atingiram os cafezais em 2020, a exemplo do tempo seco e das temperaturas elevadas no período de florada das lavouras.

Uma motivação para os cafeicultores está na alta do preço do grão, que nos últimos meses que antecederam a colheita apresentou variações positivas, impactadas pela cotação do dólar, alta do preço do café em Nova York e à restrição da oferta no mercado físico brasileiro.

Na Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado (Expocaccer), a colheita de alguns dos seus cooperados foi iniciada na primeira semana de maio e a expectativa é de que mesmo com as variações os produtores tenham uma área de produção em formação maior.

“As variações climáticas incentivaram alguns dos produtores a aproveitar o ano de bienalidade negativa para destinar uma área maior para realizar tratos de recuperação dos cafezais, ou seja, apesar da previsão da produção por área ser menor, espera-se uma área em formação um pouco maior”, explica o Presidente da Expocaccer, Glaucio de Castro.

Em 2020, a Expocaccer, que também exporta os cafés do Sistema Região do Cerrado Mineiro, bateu recorde de recebimento de cafés, alcançando a marca de 1.600.000 de sacas recebidas nos armazéns da cooperativa. Dentre os números superados no ano passado pela cooperativa, estão também o de 1.000.000 de sacas de café verde embarcadas e o de 2.000.000 sacas negociadas entre compras e vendas efetivamente embarcadas.   

“A colheita no Cerrado Mineiro, que teve início em maio, deve atingir seu pico entre a segunda quinzena de junho e a primeira quinzena de julho. Com isso, toda a equipe de qualidade e comercialização da cooperativa encontra-se disponível, atendendo aos cooperados e clientes no mapeamento de qualidade. O nosso objetivo é encontrar a melhor solução para o negócio do produtor, seja no mercado físico ou futuro”, ressalta o Gerente de Compras da Expocaccer, Wellis Peres Caixeta.

Atendimento ao Produtor do Cerrado Mineiro

A disponibilização de horários alternativos de atendimento ao cafeicultor e a ampliação de canais de comunicação estão dentre as ações que se destacam no atendimento ao cooperado da Expocaccer antes, durante e após a safra.

Atendendo de forma direta seus cooperados, o Serviço de Atendimento ao Cooperado (SAC) continuará à disposição para intermediação e solução de demandas e atendimento às sugestões, elogios e reclamações.

Por meio do SAC Expocaccer, o associado poderá também interagir com a cooperativa e conectar-se diretamente com os Conselhos e com a Diretoria Executiva da Expocaccer, tendo como resultado maior acessibilidade e agilidade no atendimento de demandas.

Formulário de Remessa para Depósito

Um convênio firmado entra a Expocaccer e a Secretaria do Estado da Fazenda de Minas Gerais garantiu a substituição da Nota Fiscal de Transporte, que antes era emitida somente pelo sistema do governo estadual (SIARE), pelo Formulário de Regime Especial. Com a iniciativa, os cooperados terão acesso exclusivo ao Formulário de Remessa para Depósito, pelo Portal do Cooperado, e com ele poderão descarregar os cafés nos armazéns da Expocaccer de forma mais ágil, sem burocracia, independentemente de quando o SIARE estiver offline.

O acesso ao Portal do Cooperado pode ser feito pelo site e o produtor que esqueceu o e-mail/ou senha de acesso pode procurar o Departamento de Relacionamento com o Cooperado da Expocaccer nos telefones: (34) 3839- 9300 e (34) 9 9984- 5320 (WhatsApp).

O cafeicultor poderá emitir a Nota Fiscal de Transporte presencialmente também, por meio do Departamento de Emissão de Nota Fiscal ao Produtor, ou pelos telefones (34) 3839-9300 e pelo e-mail: [email protected]

Unidade de Armazenamento Exclusiva para Cafés Especiais

Inaugurada em 2020, a Unidade de Cafés Especiais da Expocaccer, localizada na Av. Marciano Pires, atenderá os produtores no recebimento e preparo (rebenefício) de micro e nanolotes, proporcionando mais qualidade no preparo de cafés especiais.

Com capacidade para recebimento de até 380 mil sacas de café e rebenefício de cerca de 1.300 sacas ao dia, a Unidade de Cafés Especiais da Expocaccer possui linhas de maquinários específicas, sendo a primeira e mais moderna unidade exclusiva para cafés especiais da Região do Cerrado Mineiro.

“A Unidade de Cafés Especiais oferece aos cafeicultores um diferencial no preparo dos cafés no que tange o mercado de microlotes, aos cafés preparados em sua origem, para que alcancem os mercados mais exigentes de cafés especiais, cafés gourmet, com padrão de bebidas com maior pontuação”, afirmou o Diretor de Operações e Logística da Expocaccer, Leonardo Canto.

Rastreabilidade

Os armazéns da Expocaccer são referências no quesito rastreabilidade. A cooperativa conta com um sistema completo e informatizado de rastreabilidade dos cafés que garante e mantém a integridade do café do produtor.

O sistema de rastreabilidade disponibiliza todas as informações dos lotes depositados nos armazéns da Expocaccer, que possuem identificação, da entrada até a saída dos cafés na cooperativa, de forma individual (por lote). Isso permite a certificação de origem da qualidade dos cafés e o controle do estoque pelo próprio produtor, que pode acompanhar toda movimentação em tempo real por meio do Portal do Cooperado.  

“São programas específicos que desde a portaria, pesagem, descarregamento e os estoques finais são rastreados por um sistema que gera informações a cada momento que ele é movimentado", explica o Diretor de Operações e Logística da Expocaccer, Leonardo Canto.

A ferramenta utilizada pela Expocaccer, uma tecnologia que faz a identificação automática através de sinais de rádio, permite monitorar em tempo real toda a movimentação e o armazenamento dentro do galpão.

"Quando o café chega nas unidades de recebimento dos armazéns, assim que completamos rotinas internas de provas de café, de classificação, o produtor recebe na sua plataforma, pelo celular, a indicativa que o seu café está descarregado na cooperativa”. Completa o Diretor.

Segurança e Saúde na Safra

Diante da situação de pandemia global causada pela Covid-19 (coronavírus), a Expocaccer vem adotando medidas protetivas à saúde de todos os envolvidos nos processos durante a safra. Dentre elas estão o atendimento ao público mediante aferição de temperatura, com limitação de pessoas por sala, uso obrigatório de máscaras na cooperativa, além do seguimento às normas estabelecidas pelo Plano de Manejo e Técnicas Sanitárias de Saúde e Segurança do Trabalho e pelos órgãos de saúde e governamentais do país.

Além da tradicional Cartilha de Safra, com informações e instruções sobre os serviços e funcionamento da Expocaccer no período de colheita, a cooperativa disponibilizou também uma cartilha com orientações de prevenção à Covid-19 nas propriedades rurais. O material poderá ser acessado por meio do site, redes sociais e grupos de WhatsApp da cooperativa.

 

Tags:
Fonte:
Expocaccer

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário