Café: De olho na colheita no Brasil, NY e Londres voltam a operar com baixas técnicas nesta 5ª feira

Publicado em 24/06/2021 09:09 e atualizado em 24/06/2021 09:40 214 exibições

LOGO nalogo

A quinta-feira (24) começou com desvalorização para os principais contratos do mercado futuro do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações voltam a registrar baixas após encerrar a última sessão com valorização técnicas para os principais contratos. 

Por volta das 09h06 (horário de Brasília), setembro/21 tinha queda de 140 pontos, valendo 152,50 cents/lbp, dezembro/21 tinha desvalorização de 130 pontos, negociado por 155,40 cents/lbp, março/22 tinha queda de 135 pontos, valendo 158 cents/lbp e maio/22 tinha queda de 135 pontos, valendo 159,35 cents/lbp. 

O café tipo conilon também abriu com desvalorização na Bolsa de Londres. Setembro/21 tinha queda de US$ 7 por tonelada, valendo US$ 1616, novembro/21 tinha baixa de US$ 7 por tonelada, negociado por US$ 1637, janeiro/22 registrava queda de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 1657 e março/22 tinha baixa de US$ 5 por tonelada, valendo US$ 1662.

Além de acompanhar a colheita no Brasil, que naturalmente pressiona o mercado, o setor segue acompanhando a retomada dos embarques da Colômbia - segundo maior produtor de café tipo arábica do mundo. O país ficou mais de um mês sem exportação, consequência da intensa onda de protesto e violência que dominou a Colômbia a partir do dia 28 de abril. Dados da Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC) apontaram uma redução de 52% nas exportações do mês de maio. 

Mercado Interno - Última sessão

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 0,61% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 820,00, Varginha/MG teve alta de 0,59%, negociado por R$ 855,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 832,00, Patrocínio/MG manteve por R$ 805,00, Araguarí/MG manteve por R$ 830,00 e Campos Gerais/MG manteve o valor por R$ 839,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 0,58% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 850,00 e Varginha/MG registrou alta de 0,56%, negociado por R$ 895,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 885,00, Patrocínio/MG manteve por R$ 830,00 e Campos Gerais/MG manteve por R$ 899,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário