Frio no Brasil dá suporte e café volta a registrar mais de 400 pts de alta nesta segunda-feira (28)

Publicado em 28/06/2021 12:29
Analista destaca risco no Paraná; conilon também sobe

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica voltou a operar com expressiva valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US) nesta segunda-feira (28). De acordo com Haroldo Bonfá, analista de mercado da Pharos Consultoria, a entrada da massa de ar frio no Brasil dá suporte as altas desta sessão. 

Por volta das 12h23 (horário de Brasília), setembro/21 tinha alta de 390 pontos, negociado por 161,70 cents/lbp, dezembro/21 tinha alta de 400 pontos, valendo 164,65 cents/lbp, março/22 tinha alta de 405 pontos, valendo 167,25 cents/lbp e maio/22 tinha valorização de 455 pontos, valendo 169 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon acompanha o exterior e também opera com valorização. Setembro/21 tinha alta de US$ 35 por tonelada, valendo US$ 1714, novembro/21 tinha alta de US$ 31 por tonelada, negociado por US$ 1724, janeiro/22 tinha alta de US$ 30 por tonelada, valendo US$ 1729 e março/22 registrava alta de US$ 28 por tonelada, valendo US$ 1733.

O analista destaca ainda o risco para a área de café no Paraná, região que os meteorologistas apontam como maior área de risco para as geadas. A tendência é que o ar frio ganhe intensidade no Brasil ao longo desta segunda-feira (28), já com risco de geada na próxima madrugada. O dia mais frio, no entanto, deve ser na quarta-feira quando os meteorologistas indicam risco de geada severa em todo o estado. 

Saiba Mais:

Meteorologistas alertam para geada severa e queda na temperatura em boa parte do BR

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário