Publicidade

Café: Mercado tem dia volátil acompanhando embarques da Colômbia e clima no BR, mas finaliza com quedas

Publicado em 29/06/2021 16:46 470 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica encerrou as negociações desta terça-feira (29) com desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações chegaram a operar no positivo no início do pregão, mas mercado encerra com baixa. 

Setembro/21 teve queda de 250 pontos, valendo 160,20 cents/lbp, dezembro/21 teve baixa de 235 pontos, negociado por 163,10 cents/lbp, março/22 registrou baixa de 235 pontos, negociado por 165,70 cents/lbp e maio/22 teve queda de 230 pontos, negociado por 166,95 cents/lbp. 

Segundo análise do site internacional Barchart, os preços recuaram depois que a Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC) informou que os embarques estão retomando a normalidade, diminuindo as preocupações com a oferta de café. "O CEO da Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia disse que as exportações de café da Colômbia foram retomadas, embora possa levar dois meses para compensar os atrasos nos embarques", destacou a publicação. 

Já quando o assunto é Brasil, as preocupações com o clima seguem no radar do mercado. De acordo com as previsões mais recentes, a massa de ar frio que já derrubou as temperaturas em boa parte do país vai ganhar intensidade nas próximas horas. A tendência é de geadas também em São Paulo e Minas Gerais, porém com intensidade mais fraca. 

+ Com quebra de safra, café do Brasil deve se tornar menos competitivo e reduzir participação na ICE

Publicidade

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também teve um dia de desvalorização. Setembro/21 registrou queda de US$ 36 por tonelada, valendo US$ 1675, novembro/21 teve queda de US$ 33 por tonelada, valendo US$ 1690, janeiro/22 registrou queda de US$ 33 por tonelada, negociado por US$ 1697 e março/22 teve desvalorização de US$ 31 por tonelada, valendo US$ 1702.

No Brasil, o mercado físico acompanhou o exterior e também encerrou com desvalorização nas principais praças. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 0,57% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 865,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 0,60%, valendo R$ 835,00, Patrocínio/MG teve baixa de 0,58%, negociado por R$ 855,00, Varginha/MG registrou queda de 2,27%, valendo R$ 860,00, Campos Gerais/MG teve queda de 0,58%, negociado por R$ 864,00 e Franca/SP registrou baixa de 1,15%, valendo R$ 860,00.

O tipo cereja descascado teve queda dde 0,54% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 920,00, Poços de Caldas/MG registrou baixa de 0,57%, negociado por R$ 865,00, Patrocínio/MG teve queda de 0,56%, valendo R$ 885,00, Varginha/MG teve queda de 1,61%, valendo R$ 915,00 e Campos Gerais/MG encerrou com baixa de 0,54%, valendo R$ 924,00.

>>> Veja mais cotações aqui

 
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário